Com obra de R$ 6 milhões, Noronha ganha porto reformado

Investimento contemplou serviços de recuperação, requalificação e reforço do cais de atracação/comercial, terminal de passageiros e elementos de apoio

Terminal de cargas representa 90% de todo abastecimento da ilha que recebe os transportes marítimosTerminal de cargas representa 90% de todo abastecimento da ilha que recebe os transportes marítimos - Foto: Hélia Scheppa/SEI

O governador Paulo Câmara entregou, nessa quinta-feira (23), a reforma das estruturas do Porto de Santo Antônio, em Fernando de Noronha. Com um investimento de aproximadamente R$ 6 milhões, a obra contemplou serviços de recuperação, requalificação e reforço do cais de atracação/comercial, terminal de passageiros e elementos de apoio (flutuante, rampa e passarela de acesso).

Paulo Câmara destacou a importância das melhorias estruturais, inclusive pela quantidade de turistas que Noronha recebe. “É uma ilha em favor do desenvolvimento sustentável, das boas práticas. Estamos buscando fazer melhorias e dotá-la de uma infraestrutura mais adequada. O Porto é um símbolo muito importante e, hoje, conseguimos entregar a reforma realizada com as técnicas mais modernas de engenharia, levando em consideração as peculiaridades do arquipélago, as mudanças climáticas e as condições ambientais”, afirmou o governador.

Leia também:
Lei proíbe carros a combustão em Fernando de Noronha
'Pense bem antes de ir a Fernando de Noronha', alerta Bolsonaro

“Essa demanda atende a uma necessidade muito grande da Ilha, tanto na questão turística com esse terminal de passageiros novo, quanto no atendimento à própria economia da Ilha. Nós temos um novo terminal de cargas completamente seguro e com a tecnologia mais moderna possível de engenharia. Também melhoramos o flutuante, impondo uma nova tecnologia, sem contato com o mar e sem risco de ser danificado”, argumentou o administrador da Ilha, Guilherme Rocha.

Ele ainda destaca que o terminal de cargas representa 90% de todo abastecimento da ilha que recebe os transportes marítimos. "O local estava crítico a ponto de desabar a qualquer momento, causando acidentes. Com a obra, conseguimos quintuplicar a capacidade de cargas”, conta. Além do terminal de cargas, o novo terminal marítimo de passageiros também foi requalificado, pois estava completamente destruído devido a um swell (fenômeno natural). "Fazem muitos anos e até então não se havia conseguido reconstruir", detalha.

O gestor do Porto de Santo Antônio, Fernando Cavalcante de Oliveira, também comentou a intervenção. “Para os moradores e para os turistas, foi uma obra de extrema importância. Toda essa estrutura a gente não tinha antes. Tudo novo, bem padronizado. Antes, atracava um barco, no máximo dois. Hoje, conseguimos operar com três a quatro embarcações de porte pequeno. Diminuiu o tempo de embarque e a capacidade de embarque aumentou”, explicou o gestor. Segundo ele, cada embarcação leva de 60 a 80 pessoas.

Veja também

Crianças participam de 'plenarinha' para elaboração do Plano Municipal pela Primeira InfânciaEducação

Crianças participam de 'plenarinha' para elaboração do Plano Municipal pela Primeira Infância

'Ninguém pode ver o Brasil como o paraíso dos não vacinados', afirma prefeito João CamposVacinação

'Ninguém pode ver o Brasil como o paraíso dos não vacinados', afirma prefeito João Campos