Comemorações de São João e da Copa deixam 45 queimados em Pernambuco

Diretor do setor de Queimados do HR expressa preocupação com os próximos jogos do Brasil e as comemorações de São Pedro

Aumenta número de adultos atendidos no setor de queimaduras do Hospital da RestauraçãoAumenta número de adultos atendidos no setor de queimaduras do Hospital da Restauração - Foto: Brenda Alcântara / Folha de Pernambuco

Foram atendidas 45 pessoas, sendo 22 crianças e 23 adultos, entre os dias 15 e 26 deste mês no Setor de Queimados do Hospital da Restauração (HR), no Derby, região central do Recife. O HR é a unidade, em Pernambuco, de referência no tratamento de queimados. O número não representa aumento significativo no total de queimados em relação ao ano passado, visto que 44 pessoas foram atendidas pelo HR nesse mesmo período em 2017, mas foi constatado maior número de adultos atendidos este ano. Em 2017 foram atendidas 29 crianças e 15 adultos.

O diretor do Setor de Queimados do HR, Marcos Barreto, destaca que, além das queimaduras em função das festas juninas, as vítimas, em sua maioria homens, se acidentam com fogos de artifício nas comemorações da Copa do Mundo. Barreto expressou preocupação com os próximos dias, quando ainda restam as comemorações de São Pedro, nos dias 28 e 29, além da Copa do Mundo, que até meados de julho.

“Os pacientes que caem nas fogueiras são os mais graves. Têm lesão, geralmente, no tronco, membros superiores e inferiores”. Barreto informou que as queimaduras com fogos de artifício causam lesões nas mãos e na face, geralmente de segundo grau, enquanto que as fogueiras chegam a provocar lesões de terceiro grau.

Leia também:
Em época junina e de Copa, setor de queimados do HR opera no limite
Queimaduras por álcool aumentam em Pernambuco


Quanto à situação da unidade de saúde, o médico informou que a enfermaria masculina tem seus 12 leitos lotados, enquanto outras seis pessoas aguardam por atendimento na emergência, quatro delas queimadas por fogueiras, um por fogos de artifício e um outro queimado pela explosão de uma panela de pressão.

O estado de limpeza das feridas é uma das preocupações do Setor de Queimados do Hospital da Restauração. É comum os pacientes chegarem à unidade tendo passado pasta de dentes, manteiga e outros produtos na tentativa de aliviar a dor, mas a indicação médica é de que se lave o local da queimadura somente com água corrente e compareça à uma unidade de saúde.


 

Veja também

Cabo de Santo Agostinho começa a vacinar público de 48 anos nesta segunda e reduzirá idades por dia
Covid-19

Cabo de Santo Agostinho começa a vacinar público de 48 anos nesta segunda e reduzirá idades por dia

Igreja, restaurantes e lojas são autuados em fiscalizações do Procon-PE
Pandemia

Estabelecimentos são autuados em fiscalizações do Procon-PE