A-A+

Debate gratuito aborda o ódio e a intolerância às diferenças

O encontro acontece na Universidade Salgado de Oliveira, na Imbiribeira, nesta segunda (27) e terça (28)

O debate é gratuito e acontece nesta segunda (27) e terça (28), na UniversoO debate é gratuito e acontece nesta segunda (27) e terça (28), na Universo - Foto: Divulgação

Discursos de Ódio e Intolerância às Diferenças: O que as(os) Psicólogas(os) têm a Ver com Isso?’ é tema de um debate que acontece nesta segunda (27) e terça (28), no auditório da Universidade Salgado de Oliveira, localizada na Imbiribeira. A temática em questão convida alunos da área, professores e o público em geral a refletir sobre a exacerbação dos discursos de ódio proferidos, inclusive, nas redes sociais, que têm gerado grandes mudanças nas relações sociais. O evento é em alusão ao Dia da Psicologia, celebrado todos os anos no dia 27 de agosto. As discussões têm início às 18h e seguem até as 22h, com acesso gratuito ao público.A psicologia como ciência e profissão nos ajuda a compreender que a manifestação da intolerância a quem pensa ou é diferente não é algo simplesmente uma característica individual, mas sim, trata-se de um sintoma social complexo resultante de vários fatores: político, histórico e cultural”, comenta a gestora de psicologia da Universo, Jéssica Noca.

No primeiro dia de programação a jornalista Andréa Trigueiro tratará dos discursos de ódio e intolerância às diferenças, e como são produzidos os seus efeitos. Em seguida o psicólogo e professor da Universo, Paulo Aguiar, discursará sobre os compromissos e desafios do psicólogo diante de discursos de ódio e intolerância às diferenças. “No Brasil, a fratura provocada pelas disputas políticas nos últimos anos, rachou a sociedade e pôs em disputa dois campos antagônicos. Com isso, temos percebido que a intolerância tem sido a base para as relações sociais, tendo os discursos de ódio prevalecido nas discussões nos mais diversos grupos sociais, seja virtual ou presencialmente”, explana.

Leia também:
Intolerância invisível: ‘SKAM’ e o discurso de ódio nas redes sociais
Luiza Brunet usa redes sociais para pedir desculpas por ofender faxineiras

 Três oficinas profissionalizantes sobre o Acolhimento às Diferenças: Possibilidades e Desafios no Trabalho do Psicólogo com as Pessoas Usuárias de Drogas, Pessoas com Deficiência e no Enfrentamento ao Racismo, completam a programação e serão ministradas pelas psicólogas convidadas Carolina Barros, Raíssa Bittencourt e Gioconda Sousa.

Serviço

Debate: Discursos de Ódio e Intolerância às Diferenças
Universidade Salgado de Oliveira
Segunda (27) e terça (28), das 18h às 22h
Av. Mal. Mascarenhas de Morais, 2169, Imbiribeira
Acesso gratuito

 

Veja também

Comissão de Justiça da Alepe aprova obrigatoriedade de vacinação para servidores estaduais
Coronavírus

Comissão da Alepe aprova obrigatoriedade de vacinação para servidores estaduais

Corpo de turista pernambucano que se afogou na praia do Francês, em Alagoas, é encontrado
Afogamento

Corpo de turista pernambucano que se afogou na praia do Francês é encontrado