Palestras, oficinas e exposição para festejar quase três décadas do Golfinho Rotador em Noronha

Nesses 29 anos, o projeto protegeu 2,1 milhões de entradas de golfinhos-rotadores na Baía dos Golfinhos. Em relação ao turismo, mais de de 270 mil viajantes receberam orientação durante a observação dos animais

Golfinho-rotadorGolfinho-rotador - Foto: divulgação/Projeto Golfinho Rotador

Até o próxima sexta-feira (30), uma série de palestras, exposição, observações, oficinas de mergulho e sorteio de brindes acontece em Fernando de Noronha para marcar os 29 anos do Projeto Golfinho Rotador.

A criação do Projeto Golfinho Rotador é festejada anualmente. “Promovemos atividades científicas, esportivas, culturais e de educação ambiental, envolvendo vários segmentos da comunidade local e visitantes de Fernando de Noronha”, descreve Cynthia Gerling, coordenadora de Educação Ambiental e Sustentabilidade do Projeto Golfinho Rotador.

A Semana do Golfinho 2019 reúne, entre outras atividades, a palestra “29 anos no Mundo dos Golfinhos”, nesta quarta (28), às 20h, no auditório do Tamar/ICMBio Noronha. Aberto ao público, o evento traz o resumo das ações de pesquisa, conservação, sustentabilidade e envolvimento comunitário realizadas pelo Projeto Golfinho Rotador e sorteio de brindes.

Nesses 29 anos, os números comprovam a eficácia do projeto: a pesquisa registrou e protegeu ao menos 2,1 milhões de entradas de golfinhos-rotadores na Baía dos Golfinhos. Em relação ao turismo, mais de de 270 mil viajantes receberam, nesse período, orientação durante a observação de golfinhos. Para os estudantes de Noronha, foram realizadas cerca de mil mil oficinas teóricas e práticas de Educação Ambiental, atendendo aproximadamente 15 mil alunos de 2 a 50 anos e 200 professores.

Registrados pela primeira vez em Noronha em 1556 pelo frade franciscano André Thévet (1502-1590), durante expedição do governo francês ao Brasil, os golfinhos-rotadores até hoje estão associados à imagem de Noronha: 59% dos visitantes apontam a observação desses cetáceos como motivação da visita ao arquipélago. Diariamente são avistados em média 671 rotadores, a partir de dois pontos fixos de monitoramento: o mirante da Baía dos Golfinhos e o Forte de Nossa Senhora dos Remédios, de onde se avista a Baía de Santo Antônio.

A ONG Centro Golfinho Rotador é responsável pela execução do projeto, que tem p;patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental. 

Leia também:
Justiça impede transferência de especialista em golfinhos de Noronha para Sertão
Mais de 700 golfinhos-rotadores já foram fotoidentificados em Noronha

Confira a programação da Semana do Golfinho 2019:

Quarta (28)

Das 6h30 às 16h - Monitoramento interativo na Baía dos Golfinhos: Palestra e lunetas para os visitantes.

Das 8h às 12h - Monitoramento embarcado interativo: com palestras a bordo de diferentes embarcações turísticas.

20h - Palestra “29 anos no mundo dos golfinhos”, no auditório do TAMAR/ ICMBio Noronha

Quinta (29)
Das 6h30 às 16h - Monitoramento interativo na Baía dos Golfinhos: Palestra e lunetas para os visitantes.

Das 8h às 12h - Monitoramento embarcado interativo: com palestras a bordo de diferentes embarcações turísticas.

Sexta (30)
Das 6h30 às 16h - Monitoramento interativo na Baía dos Golfinhos: Palestra e lunetas para os visitantes.

Das 8h às 12h - Monitoramento embarcado interativo: com palestras a bordo de diferentes embarcações turísticas.

19h - Encerramento: premiação da Escola Alma Solar Noronha, na EREFM
--

Veja também

Aumento de indicadores da Covid-19 leva Jaboatão a suspender retorno de aulas para educação infantil
Coronavírus

Aumento de indicadores da Covid-19 leva Jaboatão a suspender retorno de aulas para educação infantil

Linha Sul do Metrô do Recife passa por mudanças
Mobilidade

Linha Sul do Metrô do Recife passa por mudanças