PCR anuncia início da construção do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa

O hospital será o primeiro do Nordeste inteiramente voltado ao tratamento e prevenção de doenças observadas com mais frequência na população idosa

Prefeito Geraldo Julio assina Ordem de ServiçoPrefeito Geraldo Julio assina Ordem de Serviço - Foto: José Britto/Folha de Pernambuco

A Prefeitura do Recife anunciou, nesta quinta-feira, o início das obras de construção do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa (HECPI). A Ordem de Serviço foi assinada pelo prefeito Geraldo Julio no terreno onde será construída a unidade de saúde, na Avenida Recife, no bairro da Estância. Com investimento de cerca R$ 25 milhões, a unidade deverá ofertar cinco mil consultas por mês, além de ter capacidade para 300 internações e 300 cirurgias mensais.

Construído com recursos municipais, este será o segundo hospital erguido pela atual administração. O primeiro foi o Hospital da Mulher do Recife. "Essa é uma obra importante, que atende a uma demanda do SUS e que complementa uma rede de hospitais. O Hospital da Mulher também foi assim. Dentro de pouco tempo veremos este hospital ofertando serviço com a mesma qualidade que o Hospital da Mulher oferece", afirmou o prefeito Geraldo Julio.

Leia também:
Prefeitura do Recife anuncia programação para o São João
Prefeitura do Recife anuncia contenção de gastos de R$ 60 milhões 

A construção do HECPI será coordenada pelo Gabinete de Projetos Especiais e, quando a obra for finalizada, até o fim de 2020, a unidade passará a ser administrada pela Secretaria de Saúde do Recife. O trabalho a ser realizado no novo hospital terá foco no tratamento e controle de doenças observadas com mais frequência na população idosa, como as ocasionadas pela hipertensão e diabetes, por exemplo. No Recife, são cerca de 200 mil pessoas nessa faixa etária.

"O intuito é trabalharmos juntos para transformar esse local em um complexo hospitalar que sirva de referência para os cuidados com a pessoa idosa", apontou o governador Paulo Câmara.

Na área total de mais de 8 mil m², serão construídos 78 leitos, sendo 62 leitos de enfermaria, dez leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e seis leitos de recuperação pós-anestésica; quatro salas de cirurgia, além de farmácia, centro diagnóstico e ambulatório com 13 consultórios.

O ambulatório contará com as especialidades médicas de Cirurgias Geral, Vascular e Plástica; Clínica Geral, Geriatria, Neurologia, Cardiologia, Anestesiologia, Urologia, Proctologia e outras. No local, também serão ofertados exames de Patologia Clínica, Ultrassonografia, Ecocardiograma, Eletrocardiograma, Eletroencefalograma, Endoscopia, Colonoscopia, Tomografia, Ressonância Magnética, Urodinâmica, Eletroneuromiografia, Radiologia, entre outros.

O novo hospital terá cerca de 400 profissionais, dos quais mais de 70 compondo o quadro médico; cerca de 100 outros profissionais de nível superior, como enfermeiros e assistentes sociais, além de mais de 200 profissionais de nível médio e técnico.

O HECPI em números

- Investimento de cerca de R$ 25 milhões
- Capacidade para cerca de cinco mil consultas por mês
- 300 internações por mês
- 300 cirurgias por mês
- 8 mil m² de área construída
- 400 profissionais de saúde, sendo 70 médicos
- 78 leitos, com dez UTIs
- 13 consultórios
- 4 Salas de Cirurgia

Veja também

Procon-PE notifica 20 concessionárias da Ford em Pernambuco
Defesa do consumidor

Procon-PE notifica 20 concessionárias da Ford em Pernambuco

Suspeito sobe em caminhão para roubar motorista, cai de carroceria e morre atropelado no Recife
Acidente

Suspeito sobe em caminhão para roubar motorista, cai de carroceria e morre atropelado no Recife