Pernambuco

PCR anuncia início da construção do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa

O hospital será o primeiro do Nordeste inteiramente voltado ao tratamento e prevenção de doenças observadas com mais frequência na população idosa

Prefeito Geraldo Julio assina Ordem de ServiçoPrefeito Geraldo Julio assina Ordem de Serviço - Foto: José Britto/Folha de Pernambuco

A Prefeitura do Recife anunciou, nesta quinta-feira, o início das obras de construção do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa (HECPI). A Ordem de Serviço foi assinada pelo prefeito Geraldo Julio no terreno onde será construída a unidade de saúde, na Avenida Recife, no bairro da Estância. Com investimento de cerca R$ 25 milhões, a unidade deverá ofertar cinco mil consultas por mês, além de ter capacidade para 300 internações e 300 cirurgias mensais.

Construído com recursos municipais, este será o segundo hospital erguido pela atual administração. O primeiro foi o Hospital da Mulher do Recife. "Essa é uma obra importante, que atende a uma demanda do SUS e que complementa uma rede de hospitais. O Hospital da Mulher também foi assim. Dentro de pouco tempo veremos este hospital ofertando serviço com a mesma qualidade que o Hospital da Mulher oferece", afirmou o prefeito Geraldo Julio.

Leia também:
Prefeitura do Recife anuncia programação para o São João
Prefeitura do Recife anuncia contenção de gastos de R$ 60 milhões 

A construção do HECPI será coordenada pelo Gabinete de Projetos Especiais e, quando a obra for finalizada, até o fim de 2020, a unidade passará a ser administrada pela Secretaria de Saúde do Recife. O trabalho a ser realizado no novo hospital terá foco no tratamento e controle de doenças observadas com mais frequência na população idosa, como as ocasionadas pela hipertensão e diabetes, por exemplo. No Recife, são cerca de 200 mil pessoas nessa faixa etária.

"O intuito é trabalharmos juntos para transformar esse local em um complexo hospitalar que sirva de referência para os cuidados com a pessoa idosa", apontou o governador Paulo Câmara.

Na área total de mais de 8 mil m², serão construídos 78 leitos, sendo 62 leitos de enfermaria, dez leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e seis leitos de recuperação pós-anestésica; quatro salas de cirurgia, além de farmácia, centro diagnóstico e ambulatório com 13 consultórios.

O ambulatório contará com as especialidades médicas de Cirurgias Geral, Vascular e Plástica; Clínica Geral, Geriatria, Neurologia, Cardiologia, Anestesiologia, Urologia, Proctologia e outras. No local, também serão ofertados exames de Patologia Clínica, Ultrassonografia, Ecocardiograma, Eletrocardiograma, Eletroencefalograma, Endoscopia, Colonoscopia, Tomografia, Ressonância Magnética, Urodinâmica, Eletroneuromiografia, Radiologia, entre outros.

O novo hospital terá cerca de 400 profissionais, dos quais mais de 70 compondo o quadro médico; cerca de 100 outros profissionais de nível superior, como enfermeiros e assistentes sociais, além de mais de 200 profissionais de nível médio e técnico.

O HECPI em números

- Investimento de cerca de R$ 25 milhões
- Capacidade para cerca de cinco mil consultas por mês
- 300 internações por mês
- 300 cirurgias por mês
- 8 mil m² de área construída
- 400 profissionais de saúde, sendo 70 médicos
- 78 leitos, com dez UTIs
- 13 consultórios
- 4 Salas de Cirurgia

Veja também

Suspeito de matar Renata Alves presta depoimento no Recife
Feminicídio

Suspeito de matar Renata Alves presta depoimento no Recife

Megaoperação mira quadrilha suspeita de roubo de carga, homicídio e outros crimes em Pernambuco
Polícia

Megaoperação mira quadrilha suspeita de roubo de carga, homicídio e outros crimes em Pernambuco