PF deflagra operação contra fraudes na previdência

De acordo com a PF, estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão na cidade e nas áreas rurais de Bom Jardim, no agreste pernambucano

Polícia FederalPolícia Federal - Foto: Agência Brasil

Uma operação da Polícia Federal (PF) em Pernambuco foi deflagrada na última terça-feira (22) para investigar crimes relacionados à fraudes na Previdência Social. Chamada de Déjà Vu, a operação mira alvos suspeitos de conceder, de forma fraudulenta, benefícios de aposentadorias por idade e pensões por morte.

De acordo com a PF, estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão na cidade e nas áreas rurais de Bom Jardim, no agreste pernambucano. Além dos mandados, houve a determinação judicial de suspensão de uma aposentadoria e o afastamento das funções de uma servidora pública, já aposentada, que concedeu os benefícios previdenciários.

Os casos de fraudes na previdência são investigados pela PF-PE desde 2016 e são conduzidas por uma força-tarefa especial. A partir das investigações, a PF detectou irregularidades como declarações de atividade rural falsas, utilização de documentos falsos e inserção de dados no sistema atestando indevidamente a atividade de trabalhador rural, categoria que tem direito a regime especial de aposentadoria.

Leia também:
PF deflagra operação para coibir fraudes na concessão de aposentadoria
Ação contra fraudes financeiras reúne entidades em defesa ao consumidor
MPF denuncia grupo por fraude no Fies e venda de vagas em universidade

Os investigados devem responder pelos crimes de estelionato majorado, falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema de informação, cujas penas podem chegar a 15 anos de prisão.

Veja também

Gil do Vigor volta a Paulista com aceno para fãs, aplausos e homenagens
BBB 21

Gil do Vigor volta a Paulista com aceno para fãs, aplausos e homenagens

Pernambuco registra 2.923 novos casos da Covid-19 e 57 mortes nas últimas 24h
Coronavirus

Pernambuco registra 2.923 novos casos da Covid-19 e 57 mortes nas últimas 24h