Projeto sorteia bicicletas para entregadores de apps no Recife

O projeto da Prefeitura do Recife foi lançado na manhã desta quarta-feira (25) no Compaz Governador Eduardo Campos, no bairro Alto Santa Terezinha. O kit também conta com celular já com internet

Lançamento do projeto Renda por AppLançamento do projeto Renda por App - Foto: Isabelle Barbosa / Portal FolhaPE

Foi lançado na manhã desta quarta-feira (25), no Compaz Governador Eduardo Campos, no bairro Alto Santa Terezinha, na Zona Norte do Recife, o projeto Renda por App, que vai sortear mensalmente para moradores da Capital 100 kits que contém uma bicicleta com capacete, além de um smartphone com pacote de dados, possibilitando que os beneficiados aumentem sua renda prestando serviços para aplicativos de entrega a domicílio.

Segundo o secretário da Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo, Antônio Junior, o sorteio do projeto que faz parte do programa Chegando Junto, da Prefeitura do Recife, vai acontecer sempre no último sábado de cada mês, a partir do mês de outubro até dezembro de 2020, pela Loteria Federal.

Leia também:
Ônibus elétrico ganha as ruas do Recife em teste
App da Ambev ajuda a gastar menos energia
Em 91,7% das cidades do país, não há delegacia de atendimento à mulher

“O morador recifense que quiser participar deve fazer a inscrição a partir do dia 1º de outubro nas agências do trabalhador da avenida Rio Branco, no Bairro do Recife, e na agência de Casa Amarela, na avenida Norte. Essas pessoas precisam ser maiores de 18 anos e serem inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico)”, afirmou.

O secretário contou ainda que, caso ganhe, o participante receberá - além do kit que contém uma bicicleta aro 26, com 21 marchas, capacete e celular smartphone com um ano de internet grátis - um curso de qualificação sobre empreendedorismo.

“O ganhador assinará também um termo de compromisso onde consta que ele não pode vender e nem repassar os equipamentos e não poderá usá-los para meios ilícitos. Nós vamos fazer um programa de acompanhamento onde a cada 30 dias essas pessoas terão que apresentar um relatório com as atividades desenvolvidas nesse período. A ideia é que, diante dessa crise econômica em que estamos, essas pessoas possam se inserir no mercado de trabalho, gerando sua própria receita”.

O investimento do projeto Renda por App é de R$ 975 mil dos cofres municipais. De acordo com o prefeito Geraldo Julio, ao se inscrever, o participante receberá um número que concorrerá ao sorteio que vai acontecer sempre no último sábado de cada mês pela Loteria Federal a partir do mês de outubro.

“Nesse momento difícil que o povo brasileiro está vivendo de grande desemprego, a gente está ajudando as pessoas a terem a sua própria renda. Com esse projeto, a gente vai inserir pessoas que não possuem telefone e nem bicicleta para trabalhar com aplicativos, fazendo entregas de correspondências e alimentação, podendo dessa forma ajudar suas famílias”, afirmou.

O prefeito contou ainda que essa é uma ação inédita no País e que vai alcançar 1.500 pessoas até dezembro de 2020. “Com esse projeto, os beneficiados poderão manter suas necessidades básicas. Fizemos a opção de que a inscrição aconteça presencialmente para que possamos alcançar o público que nem internet tem”, afirmou.

Os Recifenses interessados em participar dos sorteios dos kits podem tirar dúvidas e obter outras informações sobre o projeto através dos telefones 3355-2901 e 3355-8053.

Até o final do projeto, 1.500 pessoas serão beneficiadas

Até o final do projeto, 1.500 pessoas serão beneficiadas - Foto: Isabelle Barbosa/Folha de Pernambuco

Veja também

Filhote de baleia é achado morto na praia de Enseada dos Corais
Cabo de Santo Agostinho

Filhote de baleia é achado morto na praia de Enseada dos Corais

Shoppings da RMR oferecem oficinas de tie-dye e espetáculos de circo durante o mês das crianças
Diversão

Shoppings da RMR oferecem oficinas de tie-dye e espetáculos de circo durante o mês das crianças