Suspeitos de arremessarem drogas e bebidas em presídio são alvo de operação

Durante a operação, estão sendo cumpridos seis mandados de prisão e sete mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela 2° Vara Criminal da Comarca da Jaboatão

Gestor da Diretoria Integrada Metropolitana, Ivaldo PereiraGestor da Diretoria Integrada Metropolitana, Ivaldo Pereira - Foto: Divulgação/Polícia Civil

Suspeitos de jogarem drogas e bebidas alcoólicas em presídio no Recife são alvo da operação “Hárpia”, deflagrada na manhã desta sexta-feira (27) pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE). Entre os crimes cometidos pelo grupo que atuava em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, estão homicídio, tráfico de drogas, porte e posse ilegal de armas de fogo e associação para o tráfico.

Durante a operação, estão sendo cumpridos seis mandados de prisão e sete mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela 2° Vara Criminal da Comarca da Jaboatão.

Leia também:
Condenado por morte do promotor Thiago Faria é transferido para presídio de Rondônia
Suspeitos de homicídios e tráfico de drogas são alvos de operação em Palmares
Suspeito de tráfico é preso em flagrante em Olinda


Segundo o gestor da Diretoria Integrada Metropolitana, Ivaldo Pereira, os suspeitos embalavam droga e cerveja e jogavam dentro do Complexo do Curado, no Grande Recife, onde o líder da organização está preso.

“Eles atuavam no bairro de Cavaleiro, em Jaboatão, mas com braços em Olinda e em Jardim São Paulo, na Zona Oeste do Recife. Nesta sexta, a operação visou, além da prisão dos suspeitos, a apreensão de material que era jogado dentro do presídio. Já encontramos armas, drogas, bebidas e balança de precisão”, contou.

O delegado disse ainda que além do líder do grupo, outros presos do Complexo do Curado também eram beneficiados. “O grupo passava a noite embalando as mercadorias. Para ter ideia, a cada cerveja arremessada, o indivíduo tinha o lucro de R$ 20”, afirmou.

As investigações que começaram em setembro de 2018 estão sob responsabilidade do delegado Breno Melo que deve apresentar outros detalhes sobre a operação durante coletiva de imprensa.

Participam da operação desta sexta 60 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, médico legista e perito do Instituto de Criminalística.

Veja também

Confira a previsão do tempo para esta quarta (21) em Pernambuco
TEMPO

Confira a previsão do tempo para esta quarta (21) em Pernambuco

Militares promovem capacitação de agentes para desinfecção de locais públicos em Garanhuns
Coronavírus

Militares promovem capacitação de agentes para desinfecção de locais públicos em Garanhuns