Perto do jogo 600, Magrão comenta fim de carreira, jogos marcantes e marca de Givanildo

Goleiro está prestes a fazer o jogo número 600 com a camisa do Sport

Capital Inicial apresenta novo showCapital Inicial apresenta novo show - Foto: Reprodução/Facebook Oficial

Assim que pisar no gramado da Ilha do Retiro, na partida contra o Santos, domingo (25), pela Série A do Campeonato Brasileiro, o goleiro Magrão completará uma marca histórica. O goleiro fará seu jogo de número 600 com a camisa do Sport. Um feito que serviu para relembrar momentos marcantes da carreira, além de fazer uma projeção para o futuro. Confira alguns trechos da entrevista.

Jogo marcante


Jogo marcante é quando você conquista títulos. Acho que foi a final da Copa do Brasil de 2008. Mas o que tive a minha melhor atuação foi contra o São Paulo, em 2012.

Mais 100 jogos?

Setecentos é complicado. Mas, quando eu cheguei aqui, nunca imaginei que fosse chegar aos 600. Tenho que pensar jogo a jogo. Tem muita coisa para acontecer ainda. Mas chegar ao jogo 600 é uma conquista pessoal imensa e me sinto feliz por isso.

Marca de Givanildo


Ele é um cara que tive a felicidade de trabalhar. Competente, humilde e vencedor. Conquistou tudo, principalmente em Pernambuco. Conseguir chegar à marca dele e passar é uma grande vitória.

Aposentadoria


Eu tenho contrato até o ano que vem e tudo vai depender do momento do clube e do meu. Não quero falar agora. Espero poder ajudar o Sport da melhor maneira agora e no ano que vem. Tem muita chance de ser meu último ano sim.

Veja também

Papa Francisco se diz a favor de leis civis para casais homossexuais
Vaticano

Papa Francisco se diz a favor de leis civis para casais homossexuais

Aumento das tensões na Nigéria e condenação internacional após morte em manifestação pacífica
Mundo

Aumento das tensões na Nigéria e condenação internacional após morte em manifestação pacífica