Peru alternará homens e mulheres nas ruas para diminuir circulação

Mandatário quer evitar que casais usem a ocasião para fazer passeios mais longos

Presidente do Peru Martín VizcarraPresidente do Peru Martín Vizcarra - Foto: Reprodução/Instagram

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, endureceu ainda mais a quarentena imposta no país para conter a pandemia da Covid-19, proibindo que homens e mulheres saiam juntos para fazer as compras de comida ou remédios -únicos casos em que é permitido sair de casa. O mandatário quer evitar que casais usem a ocasião para fazer passeios mais longos.

A nova regra estabelece que homens podem sair nas segundas, quartas e sextas, e as mulheres, nas terças, quintas e no sábado. E que no domingo deve-se evitar sair completamente, salvo em caso de emergência. A quarentena no Peru estará vigente até o próximo dia 12 de abril, mas poderá estender-se caso as autoridades sanitárias considerem necessário.

Leia também:
Com avião fretado, brasileiros conseguem voltar do Equador
Espanha supera 10 mil mortes por coronavírus, com novo recorde diário
Itália estuda plano para sair do confinamento

Sobre a comunidade e os casais LGBT, não há uma regra específica, mas Vizcarra disse ter dado ordens para que não exista discriminação nem homofobia. "As Forças Armadas e a polícia têm instruções de não ter atitudes homofóbicas, nosso governo é inclusivo", disse, em uma entrevista coletiva, em Lima, nesta quinta-feira (2). Além da quarentena, há toque de recolher durante a noite e as fronteiras do país estão fechadas. Até o momento, o Peru tem 1.414 casos confirmados e 55 mortos.


 

Veja também

Em cadeia nacional, Queiroga defende vacinação e apela para que pessoas tomem a 2ª dose
VACINAÇÃO

Em cadeia nacional, Queiroga defende vacinação e apela para que pessoas tomem a 2ª dose

Preso na Paraíba suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco
Investigação

Preso na Paraíba suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco