Peru trabalha em exame para diagnosticar Covid-19 em menos de uma hora

Para desenvolver a pesquisa e detectar de forma específica o vírus será feita a análise comparativa de vários genomas virais do Peru e de outras partes do mundo

Testes de coronavírusTestes de coronavírus - Foto: ATTA KENARE / AFP

O Peru está trabalhando em um exame molecular para diagnosticar a Covid-19 em menos de uma hora, informou nesta quinta-feira (7) o Ministério da Saúde (Minsa). "O Instituto Nacional de Saúde (INS) criou um exame molecular para o diagnóstico da Covid-19, que dá resultados em menos de uma hora", informou o Minsa em um comunicado.

Leia também:
Bolsonaro é a maior ameaça ao combate à Covid-19 no Brasil, diz revista inglesa Lancet
Durante marcha virtual pela ciência, ministro anuncia R$ 352 mi para pesquisa

O biólogo geneticista do INS, Eduardo Juscamayta, criador do exame que está sendo estudado, explicou que este será desenvolvido e validado com o método RT-LAMP, que permite a detecção em alta quantidade de cópias de uma área específica do genoma do vírus. A pesquisa vai durar três meses e permitirá identificar as infecções por coronavírus de forma visual, exata e rápida em centros de saúde com condições laboratoriais mínimas, explicou Juscamayta.

"Por ser um exame portátil, de fácil uso, não precisa de pessoal altamente especializado e será de muita utilidade para a gestão personalizada de cada paciente", explicou o especialista. "O exame molecular proposto é rápido, funciona a temperatura constante em comparação com outros exames moleculares, que precisam de várias temperaturas", destacou.

"Possui alta sensibilidade, maior que a de outros métodos moleculares, razão pela qual este exame tem o potencial de diagnosticar não só pacientes com suspeita de Covid-19, mas também pacientes assintomáticos", explicou.

Para desenvolver a pesquisa e detectar de forma específica o vírus será feita a análise comparativa de vários genomas virais do Peru e de outras partes do mundo, segundo o Minsa. O Peru está sob um regime de confinamento nacional desde 16 de março para conter o avanço do coronavírus, que soma 58.526 casos e mais de 1.627 mortes desde que foi detectado pela primeira vez no país, em 6 de março.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Curso aprimora habilidade de idosos para identificar fake news
Educação

Curso aprimora habilidade de idosos para identificar fake news

Polícia Rodoviária: homem é detido com 22,9 Kg de maconha após fuga em Sertânia
PRF

Polícia Rodoviária: homem é detido com 22,9 Kg de maconha após fuga em Sertânia