Coronavírus

Pesquisa detecta coronavírus no esgoto de Florianópolis em amostras de novembro de 2019

Primeiro caso oficialmente registrado no Brasil é de fevereiro de 2020

Pesquisa foi feita pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)Pesquisa foi feita pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - Foto: Divulgação/UFSC

Estudo divulgado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), nessa quinta-feira (2), revela que o novo coronavírus (Sars-CoV-2) foi encontrado em amostras de esgoto de Florianópolis, capital de Santa Catarina, de 27 de novembro de 2019. 

A confirmação oficial do primeiro caso no País ocorreu em 26 de fevereiro deste ano. Segundo os pesquisadores, esta é a amostra mais antiga do vírus da Covid-19 encontrada nas Américas. O primeiro caso no continente foi registrado em 21 de janeiro, nos Estados Unidos.
 

A pesquisa da UFSC depende de revisão de pares, e, por isso, ainda não foi publicada. "O vírus circulava antes mesmo de termos ciência sobre a sua rotina em pacientes ou em humanos, sejam assintomáticos ou sintomáticos. (...) Pode ser que em outros locais já havia antes de outubro, porque esse estudo especifica que havia a partir de 27 de novembro" , disse a doutora em Biotecnologia Gislaine Fongaro, do Laboratório de Virologia Aplicada da UFSC, uma das pesquisadoras envolvidas no trabalho", em entrevista ao G1.

Na semana passada, pesquisadores da Universidade de Barcelona divulgaram que traços do Sars-CoV-2 foram achados em amostras de esgoto de 12 de março de 2019, nove meses antes dos primeiros registros oficiais na China e um ano antes de a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar a Covid-19 uma pandemia.

Veja também

Trump e Biden trocam ataques pessoais e mantêm civilidade em último debate duro
EUA

Trump e Biden trocam ataques pessoais e mantêm civilidade em último debate duro

Astronauta estadunidense vota do espaço
Eleições EUA

Astronauta estadunidense vota do espaço