PF abre novo inquérito para investigar autor de ataque a Bolsonaro

Inquérito tem por objetivo “apurar fatos decorrentes das investigações” realizadas até agora

Bolsonaro é atacado por faca em Juiz de ForaBolsonaro é atacado por faca em Juiz de Fora - Foto: Raysa Leite/AFP

Um novo inquérito foi aberto nesta terça-feira (25) para investigar o autor confesso do ataque a faca contra Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República. De acordo com nota da Polícia Federal (PF), o inquérito tem por objetivo “apurar fatos decorrentes das investigações” realizadas até agora.

A PF não forneceu mais detalhes do novo procedimento investigativo sob a alegação que “as informações do inquérito são sigilosas”.

O autor do ataque, Adélio Bispo de Oliveira está preso em um presídio federal em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, para onde foi levado dia 8 deste mês, sob escolta da PF. A transferência de Juiz de Fora, em Minas Gerais, para Campo Grande foi determinada pela Justiça Federal.

Leia também:
Bolsonaro diz que facada foi atentado político
Policiais que escoltaram Bolsonaro foram alvo de fake news e sofreram ameaças


O ataque contra Bolsonaro ocorreu no dia 6 deste mês, quando o candidato à Presidência fazia campanha na região central de Juiz de Fora. Ele recebeu uma facada no abdômen em meio ao tumulto que se formou em volta dele no ato político.

O autor do ataque foi preso pela Polícia Militar e levado para a delegacia da PF na cidade mineira. Bolsonaro foi conduzido para o hospital da Santa Casa de Misericórdia, onde passou por uma cirurgia e, dias depois, transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde permanece internado.

Veja também

Bolsonaro participa de celebração nacional da Índia na embaixada
Governo Federal

Bolsonaro participa de celebração nacional da Índia na embaixada

Aumento do diesel eleva 'insatisfação' de caminhoneiros, mas governo ainda não vê risco de greve
Greve

Aumento do diesel eleva 'insatisfação' de caminhoneiros, mas governo ainda não vê risco de greve