A-A+

PF instaura inquérito para apurar ataque contra Bolsonaro

Em nota, a PF confirmou que o homem suspeito de ter esfaqueado o candidato, Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi detido por populares e seguranças

Adélio Bispo de Oliveira deu uma facada no então candidato a presidente Jair  Bolsonaro (PSL) em setembro de 2018Adélio Bispo de Oliveira deu uma facada no então candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) em setembro de 2018 - Foto: Cortesia/WhatsApp

A Polícia Federal (PF) instaurou inquérito para apurar o ataque contra o candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, ferido durante um ato de campanha, na tarde de hoje (6), em Juiz de Fora (MG).

Em nota, a PF confirmou que o homem suspeito de ter esfaqueado o candidato, Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi detido por populares e seguranças e conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora (MG), onde está prestando depoimento. Antes de ser retirado do local, o suspeito chegou a apanhar de pessoas que acompanhavam o evento.

Leia também:
Temer diz que facada a Bolsonaro é 'lamentável para a democracia'
Nota da OAB repudia ataque contra Bolsonaro e pede reflexão contra extremismos
Candidatos repudiam ataque contra Bolsonaro


Bolsonaro era carregado por populares quando foi atingido por um objeto perfurante. Além de seguranças particulares, o candidato era escoltado por policiais federais que o levaram para o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora.

Veja também

Pandemia impede realização de mais de 1 milhão de cirurgias em um ano
Coronavírus

Pandemia impede realização de mais de 1 milhão de cirurgias em um ano

Grupo Ruas e Praças realiza mediação de conflito em atendimentos presenciais
RECIFE

Grupo Ruas e Praças realiza mediação de conflito em atendimentos presenciais