PF investiga assalto à agência dos Correios de Chã Grande

Ação criminosa durou cerca de 14 minutos e contou com a participação de pelo menos dois assaltantes, que ainda não foram identificados

Assaltantes levaram uma quantia em dinheiro, que não foi reveladaAssaltantes levaram uma quantia em dinheiro, que não foi revelada - Foto: Divulgação/Polícia Federal

A agência dos Correios de Chã Grande, na Zona da Mata de Pernambuco, foi assaltada nessa quarta-feira (4) por volta das 12h30. A ação criminosa durou cerca de 14 minutos e contou com a participação de pelo menos dois assaltantes, que ainda não foram identificados. As investigações estão sendo conduzidas pela Polícia Federal (PF), que divulgou a ocorrência nesta quinta-feira (5).

Na ação, registrada pelas câmeras de segurança, um dos assaltantes aproximou-se de um dos guichês e mostrou uma arma para um dos funcionários, enquanto anunciou o assalto. Os criminosos levaram uma quantia em dinheiro, que não foi revelada, do guichê e, depois, arrombaram o cofre da agência, que não possui porta detectora de metais. Além de dinheiro, os criminosos levaram pertences pessoais dos clientes que estavam na agência no momento da ação.

Leia também:
Operação mira hacker suspeitos de fraudes em cartões
Operação prende 35 pessoas por exploração sexual de menor na internet

De acordo com o chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro, a quantia levada pelos criminosos não foi significativa. “A ação foi muito rápida, eles só esperaram o horário exato da abertura do cofre, que possui um mecanismo de segurança que faz com que ele só abra em determinado momento do dia”, disse Santoro, que também afirmou que os assaltantes podem ter frequentado a agência anteriormente e podem ter tido acesso prévio às informações relacionadas ao horário de abertura do cofre.

Após a ação, os assaltantes fugiram e, até o momento, não foram encontrados. Policiais federais foram até o local para realizar as primeiras investigações e perícias. De acordo com a polícia, um inquérito policial será instaurado.

Veja também

Fazendeiro perde 6 mil hectares no Pantanal, mas defende queimadas
Meio Ambiente

Fazendeiro perde 6 mil hectares no Pantanal, mas defende queimadas

Próxima missão a Vênus pode ser privada
Espaço

Próxima missão a Vênus pode ser privada