Brasil

PF prende dois responsáveis por maus-tratos a girafas compradas pelo BioParque do Rio

Quinze animais foram apreendidos no resort Portobello, em Mangaratiba

Safari no resortSafari no resort - Foto: Reprodução

A Polícia Federal prendeu em flagrante dois homens acusados de maus tratos das girafas compradas pelo BioParque do Rio e que estavam sendo mantidas em galpões no resort Portobello, em Mangaratiba.

Na mesma operação, que foi acompanhada por analistas do Ibama nesta quarta-feira (26), 15 animais foram apreendidos. O crime está previsto no Art. 32 da lei de crimes ambientais.

A ação é parte do inquérito instaurado pela Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (DELEMAPH) para apurar informações sobre a morte de três das 18 girafas importadas da África do Sul.

No dia 11 de novembro de 2021, 18 girafas chegaram ao Rio, na maior importação deste porte já feita pelo Brasil foi autorizada pelo Ibama.

Desde então, elas foram levadas para o galpão em Mangaratiba, onde estavam sendo mantidas em baias de 40 metros quadrados, divididas por cada três animais.

O Ibama ficará responsável pela supervisão e adotará todas as providências necessárias para garantir a integridade das girafas.A investigação também vai apurar as circunstâncias e a legalidade da importação dos animais, bem como as condições de manutenção e cuidado das girafas.

Veja também

Brasil registra 16.194 novos casos de Covid-19 e 35 mortes em 24 horas
Pandemia

Brasil registra 16.194 novos casos de Covid-19 e 35 mortes em 24 horas

Marcha da maconha retorna às ruas depois de dois anos de pandemia
Manifesto

Marcha da maconha retorna às ruas depois de dois anos de pandemia