A-A+

PF prende suspeitos por tráfico de drogas em Jaboatão dos Guararapes

Quatro suspeitos foram detidos após fiscalização de rotina nos Correios

Cão farejador apontou caixa de encomendas suspeita de conter material entorpecenteCão farejador apontou caixa de encomendas suspeita de conter material entorpecente - Foto: Divulgação / Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) prendeu três suspeitos por tráfico de drogas, na noite da última sexta-feira (5), em Muribeca, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A operação teve seu inicio durante uma fiscalização de rotina, através de um cão farejador. Após a análise de várias encomendas via Correios, o animal se prendeu a uma caixa, que segundo os agentes, pertencia a Wenderson de Alencar Oliveira, 20.

De acordo com a Polícia Federal, uma equipe foi montada e seguiu em destino ao Aeroporto do Recife, local onde o destinatário iria retirar a caixa. A ação foi guiada por agente federais descaracterizados que perceberam a chegada de dois homens para retirar a encomenda e os seguiram até um veículo táxi de Jaboatão dos Guararapes. Uma mulher também foi detida no interior do veículo.

Leia também:
Polícia apreende materiais em apartamento do Holiday
Polícia Civil apura ameaça de atentado em escola do Recife


Após apreensão do veículo e perícia realizada na Superintendência da Polícia Federal, localizada no Cais do Apolo, no Recife Antigo, foi encontrado em seu interior um quilo de pasta base de cocaína. Em interrogatório, Wanderson negou o conhecimento do conteúdo da caixa e os demais envolvidos negaram participação, mas foram autuados em flagrante por tráfico interestadual de entorpecentes e associação ao tráfico, tendo sido encaminhados para a audiência de custódia.

Além disso, a Polícia Federal encaminha as investigações para identificar as pessoas que enviaram a encomenda em Corumbá, no Rio Grande do Sul.

 

Veja também

Equinócio abre a primavera, período mais quente e seco do ano em Pernambuco; entenda o fenômeno
Astronomia

Equinócio abre a primavera, período mais quente e seco do ano em Pernambuco; entenda o fenômeno

OMS reforça regras sobre poluição do ar, que mata 7 milhões de pessoas por ano
Poluição do ar

OMS reforça regras sobre poluição do ar, que mata 7 milhões de pessoas por ano