PM reage a assalto a ônibus e morre baleado no Cabo

Durante troca de tiros, um adolescente de 17 anos que participava do assalto também foi atingido

Sargento Gilvanilton da Rocha Pessôa, de 59 anos, morreu no HRSargento Gilvanilton da Rocha Pessôa, de 59 anos, morreu no HR - Foto: Cortesia/WhatsApp

Um policial militar reformado foi baleado e morreu ao reagir a um assalto a um ônibus na noite dessa quarta-feira (8), no bairro de Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Segundo informações iniciais, o sargento Gilvanilton da Rocha Pessôa, de 59 anos, estava sentado na cadeira de cobrador do coletivo, que fazia a linha 181 - Cabo (Cohab)/ T.I. Cajueiro Seco e pertence à empresa São Judas Tadeu, quando pelo menos três assaltantes subiram e anunciaram assalto.

O sargento reagiu à investida criminosa e um outro assaltante que estava do lado de fora do ônibus começou a atirar. Dois disparos acertaram Gilvanilton, sendo um no ombro e outro na coxa. Ele foi socorrido primeiramente para o Hospital Dom Hélder Câmara, no mesmo bairro, e levado em seguida ao Hospital da Restauração, no bairro do Derby, área central do Recife. O policial não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

Leia também:
Jovem é morta pelo companheiro com 11 facadas em Jaboatão
Adolescente de 14 anos morre atropelada por caminhão em Olinda


Durante o tiroteio, um adolescente de 17 anos, um dos suspeitos do assalto, foi baleado pelo sargento. Ele deu entrada na Policlínica Jamaci de Medeiros, em Ponte dos Carvalhos, e foi apreendido em seguida.

O caso foi encaminhado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife. Um inquérito policial foi aberto para investigar a ocorrência, sob a responsabilidade do delegado Caio Morais, da 14ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH).

Veja também

Neonazista é condenado à prisão perpétua na Alemanha por morte de político pró-migração
Julgamento

Neonazista é condenado à prisão perpétua na Alemanha por morte de político pró-migração

Desemprego chega a 14,1% entre setembro e novembro de 2020
Economia

Desemprego chega a 14,1% entre setembro e novembro de 2020