PM realiza buscas para recapturar 11 internos que fugiram da Funase

Fuga ocorreu na noite do último sábado durante uma rebelião na unidade de Abreu e Lima

O encontro, marcado por discursões pautadas na luta por mais direitos e conquista por espaços de poder, aconteceu nesta terça-feira (24), na AlepeO encontro, marcado por discursões pautadas na luta por mais direitos e conquista por espaços de poder, aconteceu nesta terça-feira (24), na Alepe - Foto: Divulgação

A Polícia Militar (PM) segue à procura de 11 dos 12 internos que fugiram do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Abreu e Lima, no Grande Recife, na noite do sábado (31). A fuga ocorreu durante uma rebelião na unidade, administrada pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). Até a manhã deste domingo (1º), somente um jovem havia sido recapturado.

O grupo fugiu por um buraco feito no muro do Case durante o motim, iniciado por volta das 21h. Além da PM, o Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado. A assessoria de imprensa da Funase, no entanto, informou que não foi registrada queima de colchões pelos socioeducandos e que ninguém ficou ferido. O tumulto, conforme a instituição, foi rapidamente controlado.

Em setembro de 2016, cinco internos já tinham ficado feridos durante um tumulto na mesma unidade. Meses antes, em maio, outros seis tiveram ferimentos depois que uma fuga foi frustrada. O caso mais recente envolvendo a Funase, porém, foi na última sexta-feira (30), quando 12 socioeducandos conseguiram escapar da unidade de Garanhuns, no Agreste.

Veja também

Grandes organizações internacionais pedem para priorizar vacinação em países pobres
Vacinação

Grandes organizações internacionais pedem para priorizar vacinação em países pobres

Brasil bate a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas
Vacinação

Brasil bate a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas