Notícias

PMs "enterram" o Pacto pela Vida na praia de Boa Viagem

Ato também serviu para protestar contra o Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES)

Enterro simbólico do Pacto pela Vida em Boa ViagemEnterro simbólico do Pacto pela Vida em Boa Viagem - Foto: Bruno Campos/Folha de Pernambuco

Liderados pela Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), policiais militares fizeram o sepultamento simbólico do Pacto pela Vida na tarde dessa quarta-feira (18), na praia de Boa Viagem, no Recife.

No ato, também protestaram contra o Programa de Jornada Extra de Segurança, o PJES. Além do caixão, os agentes fincaram 1,1 mil cruzes na areia da praia, simbolizando a violência no Estado. “Somente no ano passado, foram 4,4 mil homicídios. Esse número é altíssimo”, avaliou o presidente da Associação de Cabos e Soldados, Alberisson Carlos.

O descontentamento dos militares aumenta quando o assunto é o PJES. Segundo eles, o programa os leva a um alto nível de estresse. “A polícia está adoecendo. Trabalhamos numa escala de 12 horas por 36 horas. Para não contratarem mais policiais, nos fazem trabalhar 8 ou 12 horas extras entre esse tempo. Dobramos o trabalho e ganhamos menos da metade do nosso salário”, criticou o vice-presidente da ACS-PE, Nadelson Lima.



Também participaram os trabalhadores terceirizados que realizam os serviços gerais nas delegacias e que estão sem receber o salário há seis meses, além do décimo-terceiro.

Veja também

Biden pede que americanos enfrentem 'lobby das armas'
Estados Unidos

Biden pede que americanos enfrentem 'lobby das armas'

China enfrenta novas denúncias de abusos, durante visita de comissária da ONU
Repressão a uigures

China enfrenta novas denúncias de abusos, durante visita de comissária da ONU