PMs "enterram" o Pacto pela Vida na praia de Boa Viagem

Ato também serviu para protestar contra o Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES)

Enterro simbólico do Pacto pela Vida em Boa ViagemEnterro simbólico do Pacto pela Vida em Boa Viagem - Foto: Bruno Campos/Folha de Pernambuco

Liderados pela Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), policiais militares fizeram o sepultamento simbólico do Pacto pela Vida na tarde dessa quarta-feira (18), na praia de Boa Viagem, no Recife.

No ato, também protestaram contra o Programa de Jornada Extra de Segurança, o PJES. Além do caixão, os agentes fincaram 1,1 mil cruzes na areia da praia, simbolizando a violência no Estado. “Somente no ano passado, foram 4,4 mil homicídios. Esse número é altíssimo”, avaliou o presidente da Associação de Cabos e Soldados, Alberisson Carlos.

O descontentamento dos militares aumenta quando o assunto é o PJES. Segundo eles, o programa os leva a um alto nível de estresse. “A polícia está adoecendo. Trabalhamos numa escala de 12 horas por 36 horas. Para não contratarem mais policiais, nos fazem trabalhar 8 ou 12 horas extras entre esse tempo. Dobramos o trabalho e ganhamos menos da metade do nosso salário”, criticou o vice-presidente da ACS-PE, Nadelson Lima.



Também participaram os trabalhadores terceirizados que realizam os serviços gerais nas delegacias e que estão sem receber o salário há seis meses, além do décimo-terceiro.

Veja também

Médicos são os primeiros vacinados com a dose de Oxford no Brasil
VACINAÇÃO

Médicos são os primeiros vacinados com a dose de Oxford no Brasil

Primeiras doses da vacina AstraZeneca/Oxford chegam a Pernambuco neste domingo
VACINAÇÃO

Primeiras doses da vacina AstraZeneca/Oxford chegam a Pernambuco neste domingo