EUA

Polícia confirma ataque a tiros em escola de Iowa, nos EUA

Relatos de tiros começaram por volta das 7h40 da manhã (horário local) desta quinta-feira, em Perry, no estado de Iowa

Policiais chegam à Perry High School, onde houve relatos de tiros no volta às aulas Policiais chegam à Perry High School, onde houve relatos de tiros no volta às aulas  - Foto: Reprodução

A polícia de Perry, no estado americano de Iowa, está investigando um ataque a tiros que aconteceu nesta quinta-feira em uma escola de ensino médio, de acordo com o xerife do condado de Dallas. Os relatos de tiros começaram a chegar por volta das 7h40 da manhã (horário local), no primeiro dia de aula após as férias de inverno, segundo a imprensa local.

Entre as vítimas fatais, até o momento, está apenas o atirador, que teria cometido suicídio, informou a polícia. Ele foi identificado mais cedo, mas os agentes não deram mais detalhes. Ao menos três pessoas ficaram feridas, entre elas dois estudantes e um funcionário, de acordo com as autoridades locais. Um dos ferimentos pode ter sido fatal, mas as investigações estão em andamento.

"Ainda não sabemos exatamente quantos feridos há ou qual a extensão dos mesmos, mas estamos trabalhando nisso neste momento. Não há mais perigo para o público", informou o xerife do condado de Dallas, Adam Infante, em entrevista coletiva, acrescentando ainda que o ataque ocorreu ao menos 20 minutos antes das aulas começarem.

Segundo a imprensa local, havia um atirador na Perry High School — localizada cerca de 60 km a noroeste de Des Moines, a capital do estado — mas não se trata mais de uma situação ativa. As ruas de vários quarteirões foram interditadas, dezenas de policiais de toda a região central de Iowa estavam no local e um helicóptero médico foi visto pousando na escola por volta das 8h30 (horário local).

O porta-voz da cidade, Chris Cohea, disse que a escola primária próxima estava fechada e todos os alunos estavam sendo mantidos em suas salas. De acordo com o jornal local Des Moines Register, as famílias começaram a chegar ao local por volta das 8h50 para procurar seus filhos.

Um funcionário da Casa Branca informou à CNN que o presidente dos EUA, Joe Biden, estava acompanhando as informações sobre o caso e que os altos funcionários do governo estavam em contato com a governadora de Iowa, Kim Reynolds.

Pais relatam desespero
Um dos pais, Kevin Shelley, relatou que Zander, seu filho de 15 anos, foi atingido de raspão por duas balas enquanto estava no corredor da escola. O garoto teria fugido por volta das 8h30 (horário local) e se escondido em casa, que fica próxima ao colégio. Os ferimentos foram leves, disse Shelley.

Ainda segundo Shelley, seu filho disse que viu o diretor ser baleado.

— Meu filho estava lá dentro, disse que ouviu tiros e imediatamente começou a correr — disse Kevin Shelley ao Des Moines Register. — Eles entraram em uma sala de aula com um professor que os manteve escondidos e seguros.

Zander quebrou os óculos quando estava fugindo, acrescentou o pai.

A professora Lori Meinecke afirmou a uma rádio local, citada pela BBC News, ter ouvido cerca de seis ou sete disparos.

Outros responsáveis seguem preocupados com o paradeiro de seus filhos. À imprensa local, eles afirmaram que muitos estudantes foram mandados embora após chegarem à escola.

Um pai disse à KCCI, afiliada da CBS News, que sua filha, uma estudante do no ano, foi mandada embora do local por volta de 7h45 (10h45 no horário de Brasília). O filho da Erica Jollif, Amir, do sexto ano, está sendo procurado por seus familiares há mais ou menos uma hora:

— Só quero saber se ele está bem e em segurança — afirmou a mulher aos jornalistas.

As vítimas estão sendo levadas para o Centro Médico MercyOne Des Moines, informou um porta-voz do hospital, sem dar mais detalhes sobre o número ou o estado dos pacientes. O hospital enviou ambulâncias e helicópteros para o local do tiroteio. Os funcionários da UnityPoint Health confirmaram que duas vítimas foram encaminhadas de ambulância para o Centro Médico Iowa Methodist, segundo a imprensa local.

O pré-candidato à Presidência pelo Partido Republicano Vivek Ramaswamy estava programado para participar de um evento político em Perry na manhã desta quinta. A NBC News informou que o evento ainda está previsto para aconter e o descreveu como um evento de "discussão e oração".

"Ore pela comunidade em Perry, Iowa, esta manhã", pediu Ramaswamy pediu nas redes sociais após o incidente.

Perry tem uma população de cerca de 8.000 habitantes. A escola de ensino médio faz parte do Distrito Escolar Comunitário de Perry, com 1.785 alunos.

Veja também

Meningite: conheça as causas, os sintomas e as formas de evitar a doença
Prevenção

Meningite: conheça as causas, os sintomas e as formas de evitar a doença

TikTok: app vai ser banido nos EUA? Entenda o que acontece agora com a rede social
Rede Social

TikTok: app vai ser banido nos EUA? Entenda o que acontece agora com a rede social

Newsletter