A-A+

RECIFE

Polícia confirma identidade de mulher carbonizada em apartamento; velório será esta quinta

Corpos de Ana Victoria Cavalcanti e Murilo Gomes foram achados em imóvel em Boa Viagem

Incêndio ocorreu em prédio em Boa ViagemIncêndio ocorreu em prédio em Boa Viagem - Foto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

A Polícia Científica de Pernambuco confirmou, nesta quarta-feira (11), após exame de DNA, a identidade de Ana Victoria Cavalcanti, de 29 anos, encontrada com o corpo carbonizado em seu apartamento, no bairro de Boa Viagem, no Recife.

No local, também foi encontrado o corpo do namorado, Murilo Gomes, de 33. O casal foi localizado no último sábado (7) após vizinhos acionarem o Corpo de Bombeiros para conterem as chamas na residência.  

O velório e sepultamento de Ana Victoria ocorrerá nesta quinta-feira (12), no início da tarde, no cemitério de Santo Amaro, área central do Recife, com a presença da mãe da vítima, Maria das Graças da Silva, que falará pela primeira vez após a morte da filha.

De acordo com a família de Ana Victoria, o casal vivia um relacionamento conturbado, com práticas abusivas cometidas por Murilo.

Em nota enviada à imprensa, os familiares reforçaram a suspeita de que o crime tenha sido cometido pelo namorado. “Em razão das provas que temos ciência, há convicção que trata-se de mais um clássico caso de feminicídio”, diz o texto.

A família de Murilo afirma não acreditar na hipótese de feminicídio e alega desconhecer comportamentos agressivos.

Para o irmão, Marcelo Gomes, de 30 anos, técnico de Tecnologia da Informação, os depoimentos colhidos pela polícia ajudarão a esclarecer o caso.

“Eu fui intimado a depor na semana que vem e sei que uma das ex-mulheres do meu irmão também vai depor esta semana. Acredito que esses depoimentos sejam para traçar um perfil da parte da gente e do meu irmão e que vão mostrar o que ele era: uma pessoa tranquila, uma pessoa boa, que nunca teve problema com relacionamentos até hoje, nem casos de violência e de agressão”, disse.

Investigações
Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS-PE), o caso permanece em investigação pela Polícia Civil e ainda são aguardados laudos periciais, que serão encaminhados ao delegado responsável, Bruno de Ugalde, titular da 3ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH).

Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco  afirmou que continua com as diligências, colhendo depoimentos de testemunhas, amigos e familiares das vítimas.

Veja também

Grávida, noiva dirige até o próprio casamento após rejeições de corridas por aplicativo
Independência

Grávida, noiva dirige até o próprio casamento após rejeições de corridas por aplicativo

Marrocos apreende carregamento de cocaína procedente do Brasil
Tráfico de Drogas

Marrocos apreende carregamento de cocaína procedente do Brasil