Polícia desarticula quadrilha e cumpre 16 mandados de prisão

Alvo da Operação Sem Divisas é grupo acusado de roubo qualificado, latrocínio tentado e explosões a agências bancárias, entre outros crimes

Dois tiros atingiram professor, em assalto no Rio de JaneiroDois tiros atingiram professor, em assalto no Rio de Janeiro - Foto: Divulgação

Um grupo, que agia nos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba, acusado de roubo qualificado, latrocínio tentado e explosões a agências bancárias, entre outros crimes, foi alvo de uma operação da Polícia Civil (PC) nesta sexta-feira (27). Ao todo, foram cumpridos 10 mandados de prisão e quatro foram presos em flagrante, além de três mandados de condução coercitiva e 26 de busca e apreensão contra suspeitos da organização criminosa.

A quadrilha é a maior suspeita de ter cometido crimes nas cidades de Macaparana, Machados, São Vicente Ferrer, Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do Norte, Jataúba e Orobó, Mata Norte e Agreste do estado de Pernambuco. A Polícia Civil apreendeu armamento pesado, quantias de dinheiro, explosivos e veículos.

Dos alvos da Operação Sem Divisas, três estão dentro do sistema penitenciário. As investigações foram iniciadas há nove meses pela Delegacia de Policia de Roubos e Furtos (DPRF).

Veja também

França registra cinco novos casos de trombose sem morte entre vacinados com AstraZeneca
Coronavírus

França registra cinco novos casos de trombose sem morte entre vacinados com AstraZeneca

Regulador europeu afirma que benefícios da vacina AstraZeneca aumentam com a idade
Vacina contra Covid-19

Regulador europeu afirma que benefícios da vacina AstraZeneca aumentam com a idade