Índia

Polícia estadual indiana contrata 13 oficiais transexuais

Os indianos transexuais sofrem frequentemente abuso e discriminação, inclusive pela polícia

Policial em Bangalore, na ÍndiaPolicial em Bangalore, na Índia - Foto: AFP

A polícia de um estado da Índia recrutou 13 oficiais transexuais, informou um funcionário nesta quarta-feira (3), a maior contratação deste tipo da comunidade ainda marginalizada no país.

Os indianos transexuais sofrem frequentemente abuso e discriminação - inclusive pela polícia -, e o Supremo Tribunal do país só os reconheceu como comunidade em 2014.

Os novos recrutas da polícia estadual de Chhattisgarh (centro) se juntarão a outros dois policiais transexuais que já trabalham no estado, de cerca de dois milhões de habitantes.

Tamil Nadu (sul) se tornou o primeiro estado indiano a recrutar um transexual em 2017, três anos depois da histórica decisão do Supremo Tribunal.

No entanto, a comunidade continua enfrentando enormes desafios. Muitos abandonam suas famílias ou são obrigados a abandonar e caem em um ciclo de exploração e abuso, incluindo a prostituição. 

Nos últimos anos, foram lançadas várias iniciativas do governo para ajudá-los, incluindo um plano governamental para contratar pessoas transexuais nas forças policiais federais.

O estado oriental de Bihar também anunciou em janeiro que recrutaria um transexual a cada 500 policiais em sua força policial.

Veja também

UFPE publica edital de matrícula relativo ao SISU 2021 com novo cronograma
Graduação

UFPE publica edital de matrícula relativo ao SISU 2021 com novo cronograma

Estudos afirmam que variante britânica do coronavírus não aumenta a gravidade da doença
Pandemia

Estudos afirmam que variante britânica do coronavírus não aumenta a gravidade da doença