Polícia Federal prende em Pernambuco suspeito de atuar em ataques do Ceará

O suspeito, cujo nome não foi divulgado, tem 45 anos e é natural da cidade de Umbuzeiro, na Paraíba

Polícia Federal no Ceará (CE). Polícia Federal no Ceará (CE).  - Foto: Divulgação/ PF

Um suspeito de participar da articulação dos ataques que aconteceram no estado do Ceará foi alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) em Pernambuco. Segundo a PF, responsável pelas investigações, o suspeito foi localizado no Presídio de Limoeiro, de onde articulava as ações dos criminosos. O suspeito, cujo nome não foi divulgado, tem 45 anos e é natural da cidade de Umbuzeiro, na Paraíba e havia sido preso em 2013 pela atuação em assaltos à caixas eletrônicos e porte de explosivos.

Segundo a PF, o paraibano é um dos 15 alvos da operação e o integrante fundador da facção responsável pela onda de ataques que acontece há 7 dias no Ceará. Desde o dia 20 de setembro, foram registradas aproximadamente 75 ocorrências no estado.

De acordo com Giovani Santoro, assessor da Polícia Federal, a investigação em Pernambuco deve seguir e as informações deverão ser repassadas para a Polícia Federal no Ceará. "Ele já foi ouvido [o suspeito] em inquérito, e todas essas informações serão repassadas para a coordenação do Ceará, e novos fatos, novas pessoas, novos integrantes podem surgir com as informações repassadas pelo suspeito", disse. 

Leia também:
Jovem é morto e outro baleado em quadra de escola em Olinda
Suspeito de atropelar estudante na Conde da Boa Vista confessa crime, diz polícia
Suspeito de tráfico de drogas é preso em Caruaru

Segundo informações divulgadas pela investigação, os suspeitos emitiam ordens de dentro do presídio. As ordens eram executadas por outros membros da facção, que estavam em liberdade. A comunicação entre o suspeito e os parceiros de facção era feita pessoalmente. De acordo com a Polícia Federal no Ceará, há suspeita de que as ordens eram repassadas através das visitas e dos advogados. No caso do preso em Pernambuco, foi encontrado um aparelho celular na cela que ele ocupava.

O suspeito também é apontado como um dos responsáveis por um atentado à três torres de transmissão de energia elétrica nas cidades de Fortaleza e Maracanaú, também no Ceará, que aconteceram no último dia 4 de abril.

Os investigados devem responder pelos crimes de dano, incêndio, participação em organização criminosa, entre outras infrações.

Veja também

Confira a previsão do tempo para esta segunda (30) em Pernambuco
TEMPO

Confira a previsão do tempo para esta segunda (30) em Pernambuco

Praia de Boa Viagem com poucos banhistas neste domingo de segundo turno
Recife

Praia de Boa Viagem com poucos banhistas neste domingo (29)