Polícia investiga assassinato de motorista do Uber no Recife

Esron Messias de Santana Júnior, de 36 anos, foi morto nesta madrugada, na Ponte Gregório Bezerra, na Ilha de Joana Bezerra

Motorista de Uber foi atingido quando passava pela ponte Gregório BezerraMotorista de Uber foi atingido quando passava pela ponte Gregório Bezerra - Foto: Divulgação/PM

O delegado Alfredo Jorge, que é titular da 1ª Delegacia de Polícia de Homicídios, vai investigar o assassinato do motorista do Uber Esron Messias de Santana Júnior, de 36 anos. O homem foi morto na madrugada desta segunda-feira (23), por volta das 3h, nas imediações da Ponte Gregório Bezerra, na Ilha de Joana Bezerra, na área Central do Recife.

Esron, que dirigia uma Tucson prata, foi atingido por um disparo na cabeça. Em seguida, ele perdeu o controle do veículo e capotou. A vítima ainda chegou a ser socorrida para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de dar entrada na unidade de saúde.

Já esposa dele, que também estava no veículo, não foi atingida pelos disparos, mas sofreu ferimentos durante o acidente. Ela foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Olinda, na Região Metropolitana do Recife. O estado de saúde dela não foi informado. 

Aos militares, a mulher informou que o casal estava em Piedade e voltava para casa, em Olinda. Segundo ela, o marido resolveu entrar à direita, nas imediações do Fórum Rodolfo Aureliano, para pegar a avenida Agamenon Magalhães. Foi quando Esron foi atingido por um disparo de arma de fogo. Após ele perder o controle do veículo, a mulher teria conseguido parar um táxi para tentar realizar o socorro do marido.

O delegado Breno Maia, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) realizou as primeiras investigações. Até o início desta manhã, a esposa dele ainda não tinha sido ouvida pelos policiais civis, já que teria sido socorrida durante a madrugada.

O veículo só foi retirado do local na manhã desta segunda. O carro foi encaminhado para a sede do DHPP, no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, e deve ser periciado. Policiais militares do 16º Batalhão foram acionados e isolaram a área. Ainda não há informações sobre a autoria e motivação do crime.

Procurada pela reportagem, a assessoria do Uber informou, no início da noite desta segunda, que o motorista não usava a plataforma do aplicativo desde a última quinta-feira (19). A assessoria afirmou também que a empresa está à disposição para colaborar com a polícia e que mais dados sobre o motorista, até mesmo quando ele começou a trabalhar pela Uber, eram confidenciais para serem divulgados à imprensa.

Veja também

Colisão entre carro e caminhão deixa feridos na BR-101, em Igarassu
Acidente

Colisão entre carro e caminhão deixa feridos na BR-101, em Igarassu

CNI: 90% não fazem questão de escolher marca de vacina
CORONAVÍRUS

CNI: 90% não fazem questão de escolher marca de vacina