Polícia prende suspeitos de tentar latrocínio contra PM da Paraíba

O crime aconteceu no dia 3 deste mês, quando, durante o assalto, os suspeitos foram surpreendidos pelo policial, que reagiu

Segundo o delegado Carlos Couto, titular da 4° Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH), os bandidos revistaram o policial e perceberam que ele estava com uma arma de fogo e colocaram ela na cabeça do policialSegundo o delegado Carlos Couto, titular da 4° Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH), os bandidos revistaram o policial e perceberam que ele estava com uma arma de fogo e colocaram ela na cabeça do policial - Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil (PC) divulgou, na manhã desta sexta-feira (7), a prisão dos dois suspeitos de praticar latrocínio contra um policial militar da Paraíba durante assalto a um restaurante localizado na BR 101, no bairro de Jardim São Paulo.

O crime aconteceu no último dia 3 deste mês, quando durante o assalto, a dupla, acompanhada de Marcos Klebson Galvão da Silva, 19, foi surpreendida pelo policial da Paraíba, Robert Azeredo Cesar, de 37 anos, que reagiu à ação criminosa e trocou tiros com os suspeitos.

Leia também:
PRF inicia operação para reduzir acidentes nas férias de verão
Delatores da JBS pedem ao STJ para anular busca e apreensão da Operação Capitu
Operação prende, no Recife, organização ligada a homicídio, tráfico e roubos


Segundo o delegado Carlos Couto, titular da 4ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH), durante a ação, os bandidos revistaram o policial e perceberam que ele estava com uma arma de fogo. “Eles pegaram a arma e colocaram na cabeça do PM, que entrou em luta corporal com os suspeitos, e mesmo sendo alvejado duas vezes no abdômen, conseguiu recuperar a arma e efetuou disparos contra Marcos que morreu”, contou.

Na ocasião, os outros dois suspeitos, Saulo Cesar de Oliveira Paiva, 24 anos, e Willan Albuquerque de Lima, de 20 anos, que estava em regime semiaberto desde outubro deste ano, conseguiram fugir, mas foram localizados no bairro de Nova descoberta, na Zona Norte, um dia após o ocorrido. "A dupla já estava procurando familiares do policial militar para praticar vingança pela morte do comparsa morto”, afirmou o delegado.

Ainda segundo ele, o trio tem um possível envolvimento em outros assaltos, inclusive a postos de combustíveis e também tem participação em tráfico de drogas. A dupla, que não confessou o crime, teve a prisão preventiva declarada por latrocínio.

O policial está internado em um hospital particular do Recife, mas o estado de saúde é estável. A PC vai continuar as investigações para tentar localizar a arma e outros possíveis envolvidos.

Veja também

Pernambuco recebe mais 310 mil doses de vacinas da Astrazeneca/Fiocruz
Vacina

Pernambuco recebe mais 310 mil doses de vacinas da Astrazeneca/Fiocruz

Pernambuco registra 964 novos casos da Covid-19 e 38 mortes
Coronavírus

Pernambuco registra 964 novos casos da Covid-19 e 38 mortes