Polícia prende um dos suspeitos de participar de estupro de médica cubana em Capoeiras, no Agreste

Principal suspeito de cometer o crime já havia sido preso, em setembro, em Minas Gerais

Deputado estadual Joel da Harpa (PP) Deputado estadual Joel da Harpa (PP)  - Foto: Anderson Stevens/Arquivo Folha

A Polícia prendeu, na terça-feira (26), um suspeito de participar do estupro de uma médica cubana em um Posto de Saúde da Família de Capoeiras - no Agreste de Pernambuco. O crime aconteceu no dia 1º de agosto deste ano. Ilomar Silva de Siqueira, de 25 anos, teria ajudado o principal suspeito, seu primo, a cometer o crime.

A médica cubana do Programa Mais Médicos foi estuprada dentro de um posto de saúde na cidade de Capoeiras. De acordo com o relato de um policial, um homem entrou no posto de saúde quando só havia a médica e outra funcionária. Armado com uma faca, ele anunciou um assalto, roubou o celular das duas, isolou a funcionária em outro cômodo e estuprou a médica cubana no consultório.

O principal suspeito de ter cometido o crime, João Paulo da Silva, já havia sido preso em Andradas, cidade em Minas Gerais, por conta do roubo de um celular. Ele estaria preso desde setembro. 

Pouco tempo depois do crime, a médica pediu para sair da cidade e foi transferida pelo Ministério da Saúde. Em nota na época, o órgão disse “lamentar o ocorrido” e também afirma que foram adotadas as medidas previstas no Sistema Único de Saúde (SUS) para vítimas de violência sexual, com a medicação de emergência contra gravidez e doenças sexualmente transmissíveis, além de testes para detectar alguma infecção.

Veja também

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam
EUA

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam

Em evento no Recife, ministro da Educação diz que 140 prefeituras terão de prestar contas ao TCU
EM EVENTO NO RECIFE

Em evento no Recife, ministro da Educação diz que 140 prefeituras terão de prestar contas ao TCU