Polícia solicita permissão para ouvir 'brothers' sobre episódio de intolerância religiosa

Entre os envolvidos estão Paula, ainda no reality, e Maycon, participante já eliminado do programa

BBB PaulaBBB Paula - Foto: Reprodução/TV Globo

Um inspetor de polícia da Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), sob orientação do delegado titular Gilbert Stivanello, entrou em contato com a TV Globo nessa sexta-feira (22) para tratar da possibilidade de ouvir sigilosamente, em uma sala reservada dentro do BBB 19, dois participantes do programa.

O objetivo é apurar um possível caso de intolerância religiosa, mas sem provocar prejuízo ao andamento da atração. A Polícia não informou o nome dos dois participantes que devem ser ouvidos.

Mas, durante o programa, Paula disse ter medo de Rodrigo por ele ter "contato com esse negócio de Oxum (...) Eu tenho medo disso". Alertada por Hariany para não falar mais sobre o assunto sob o risco de ser rotulada como preconceituosa, Paula encerrou o assunto dizendo: "Mas eu não sou não [preconceituosa]... Nosso Deus é maior."

Leia também:
Polícia do Rio instaura inquérito para apurar supostas falas racistas no BBB 19
Intimado a depor sobre acusações de crimes sexuais, Vanderson é desclassificado do 'BBB'

Irmã de Paula, a advogada Mônica chegou a defendê-la e disse que a "sister" está sendo verdadeira. "Frases infelizmente estão na sociedade. Ela só esquece que o Brasil está vendo."

Além dela, a Polícia deve ouvir também Rodrigo, já que ele teve o seu nome envolvido no comentário. Procurada, a TV Globo disse que ainda apura o caso e, por enquanto, não poderia dar mais detalhes.

Polêmicas
A 19ª edição do reality da Globo está cheio de polêmicas. Eliminado da atração na terça (19), Maycon Santos também foi protagonista de comentários racistas. Além disso, o 'brother' é investigado por uma possível apologia a maus-tratos contra animais. Segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro, o caso foi aberto na 32ª DP (Taquara), mas não foram informados detalhes da apuração.

No mês passado, Maycon falou em conversa com outros "brothers" que já havia amarrado uma bombinha no rabo de um gato. "Vocês não tiveram infância", afirmou ele ao ouvir que os companheiros nunca fizeram a mesma coisa. Na ocasião, a atriz Luisa Mell, 40, postou vídeo no Instagram com a frase: "Me ajudem a tirar este idiota??".

Maycon também chegou a falar no programa que perdeu a virgindade com uma cabra, o que provocou revolta entre internautas nas redes sociais. "Eu não ia conseguir olhar para a cara dele. Que medonho", afirmou um deles. "Cara mais nojento de todos os tempos. Maníaco... Estuprador de animal. Zoofilia é crime", disse outro.

Na primeira semana de programa, Vanderson Brito foi desclassificado por ser acusado de importunação sexual, estupro e violência doméstica.

Veja também

Fiocruz esclarece negociação de doses prontas da vacina de Oxford
Coronavírus

Fiocruz esclarece negociação de doses prontas da vacina de Oxford

Presidente da União Química diz que estudos da Sputnik V devem começar logo após aval da Anvisa
Vacina

Presidente da União Química diz que estudos da Sputnik V devem começar logo após aval da Anvisa