Argentina

Policiais protestam nas ruas por melhores salários na Argentina

Professores de escolas públicas aderiram à mobilização

Policiais protestam nas ruas por melhores salários na ArgentinaPoliciais protestam nas ruas por melhores salários na Argentina - Foto: NATALIA GUERRERO / AFP

Policiais ativos e aposentados da província de Misiones, no nordeste da Argentina, protestaram no sábado por melhores salários no segundo dia de uma mobilização que acionou o comitê de crise do governo do presidente Javier Milei.

Pelo menos mil pessoas participaram da manifestação que começou na manhã de sexta-feira no centro de Posadas, capital de Misiones, a cerca de 1.000 quilômetros de Buenos Aires, confirmou a AFP.

Após um reunião com o comitê de crise, o ministro de Governo de Misiones, Marcelo Pérez, informou que manifestantes foram denunciados por "sedição e incitação à violência", entre outros crimes, e que um juiz ordenou "a dispersão" do local da concentração.

Também disse nas redes sociais que houve "três aumentos salarias em cinco meses que superam a taxa de inflação".

Professores de escolas públicas aderiram à mobilização.

A inflação na Argentina registrou o quarto mês consecutivo de desaceleração em abril, atingindo 8,8% mensais, a primeira taxa de um dígito em um semestre, embora permaneça alta no índice interanual, em 289,4%.

Veja também

Ministério da Saúde incorpora no SUS 1º remédio para demência associada ao Parkinson
saúde

Ministério da Saúde incorpora no SUS 1º remédio para demência associada ao Parkinson

Rússia anuncia bloqueio de acesso a 81 veículos de imprensa da UE
Rússia

Rússia anuncia bloqueio de acesso a 81 veículos de imprensa da UE

Newsletter