itália

Pompeia descobre um afresco de "pizza", mas sem mussarela

A cidade romana, é o segundo monumento turístico mais visitado da Itália depois do Coliseu de Roma

Uma natureza morta, encontrada pelas novas escavações do Regio IX, retratada na parede de um antigo Casa pompeiana que poderia ser um ancestral distante da pizza modernaUma natureza morta, encontrada pelas novas escavações do Regio IX, retratada na parede de um antigo Casa pompeiana que poderia ser um ancestral distante da pizza moderna - Foto: Divugação/Assessoria de imprensa do Parco Archeologico di Pompei/ AFP

Uma esplêndida natureza morta representando uma taça de vinho e que parece ser uma pizza foi descoberta em Pompeia, anunciada nesta terça-feira (27) o parque arqueológico perto de Nápoles, no sul da Itália.

O afresco possui um fundo preto, "que impressiona pela notável qualidade", e foi descoberto durante escavações nas paredes de uma antiga casa da famosa cidade romana destruída e soterrada pelos cinzas da erupção do Vesúvio, no ano 79.

"O que se vê nesta pintura pompeiana de 2 mil anos atrás se assemelha a uma pizza, mas obviamente não é, pois faltam alguns dos ingredientes mais característicos, como tomate e mussarela", afirmou em comunicado a administração do parque, que é patrimônio mundial da Unesco.

Em formato redondo, a "pizza" é acompanhada por frutas (uma romã e que parecem tâmaras) e especiarias, representadas por pontinhos amarelados e ocres.

"Impossível não pensar na pizza, que nasceu como um prato 'pobre' no sul da Itália, que agora conquistou o mundo e é servida até em restaurantes premiados com estrelas" da gastronomia, apresentou o diretor das instalações de Pompeia, o alemão Gabriel Zuchtriegel .

Colocada em uma elegante bandeja de prata, a "pizza" também é cercada por uma taça de vinho tinto e uma guirlanda de medronheiros amarelos, além das frutas.

Este tipo de representação - conhecido na antiguidade sob o nome grego de "xenia" - inspira-se nos "presentes de hospitalidade" oferecidos aos hóspedes, segundo uma tradição grega que remonta a um período do século III a I antes de Jesus Cristo, informou os arqueólogos.

A arte estava no trânsito de um sobrado de uma padaria, numa zona já explorada entre 1888 e 1891 e onde as buscas foram retomadas em janeiro deste ano.

"Pompeia não cansa de nos surpreender, é um lugar que sempre revela novos tesouros", disse o ministro da Cultura, Gennaro Sangiuliano.

Pompeia, o segundo monumento turístico mais visitado da Itália depois do Coliseu de Roma, tem uma área total de aproximadamente 22 hectares e um terço desta circunferência ainda está sepultado sob as cinzas.

Veja também

Taxas de fecundidade em queda põem em xeque políticas por mais filhos
POPULAÇÃO

Taxas de fecundidade em queda põem em xeque políticas por mais filhos

Incêndio em fábrica de baterias de lítio deixa 22 mortos na Coreia do Sul; veja imagens
Fogo

Incêndio em fábrica de baterias de lítio deixa 22 mortos na Coreia do Sul; veja imagens

Newsletter