Coronavírus

Por falta de estoque, Paulista suspende aplicação da 1ª dose da vacina contra Covid-19

Segundo a prefeitura, as últimas 210 doses foram aplicadas na segunda-feira (22); SES-PE diz que ainda não foi comunicada

A enfermeira Amanda Xavier. 30, recebeu a primeira dose da vacina em PaulistaA enfermeira Amanda Xavier. 30, recebeu a primeira dose da vacina em Paulista - Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

A cidade de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, suspendeu a aplicação das primeiras doses da vacina contra Covid-19. Segundo a prefeitura, as últimas 210 doses foram aplicadas na segunda-feira (22) e, por isso, a campanha foi paralisada nesta terça-feira (23). Com a suspensão, Paulista é o primeiro município de Pernambuco a parar a imunização.

"Estamos aguardando as novas doses de vacina. Devem chegar entre 28 de fevereiro e o início de março. Assim que recebermos as novas doses voltaremos a vacinar os nossos munícipes", disse a secretária executiva de Saúde de Paulista, Sônia Arruda.

Até agora, Paulista aplicou 334 doses em idosos que vivem em instituições de longa permanência - desse total, foram 305 da primeira dose e 29 da segunda. A segunda dose de idosos em asilos está garantida, segundo a prefeitura.

De 85 anos em diante, a prefeitura vacinou 2.213 pessoas. Na faixa de 80 a 84 anos, foram 1 mil vacinados. Já os trabalhadores de Saúde receberam 2.072 doses. 

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que, até a manhã desta terça-feira, nem Paulista e nenhum outro município pernambucano comunicou oficialmente o término do estoque de vacinas contra a Covid-19. 

"É importante que os gestores municipais relatem formalmente essa situação às suas respectivas Gerências Regionais de Saúde (Geres) ou ao Programa Estadual de Imunização", disse a pasta.

A SES-PE ainda salienta que já repassou a todos os municípios as unidades das vacinas encaminhadas ao Estado pelo Ministério da Saúde e que aguarda nova remessa para dar seguimento ao plano de vacinação contra a Covid-19, continuando e ampliando a imunização dos grupos prioritários.

Veja também

Veja como foi a primeira noite com medidas restritivas mais rígidas em Pernambuco
DECRETO

Veja como foi a primeira noite com medidas restritivas mais rígidas em Pernambuco

Petrolina atinge 95% de ocupação em leitos de UTI, e prefeito faz apelo
SERTÃO

Petrolina atinge 95% de ocupação nas UTIs, e prefeito faz apelo