Notícias

Porta que caiu em criança em creche estava desgastada, aponta perícia

Empresa que instalou a porta também poderá ser indiciada pelo acidente, mas a responsabilidade por zelar pela vida da criança cabe à escola, explicou delegado

Uni Infantil, creche no bairro do Ipsep, no RecifeUni Infantil, creche no bairro do Ipsep, no Recife - Foto: Rafael Furtado/ Arquivo Folha de Pernambuco

A porta de vidro que caiu em cima de criança em uma creche no Ipsep, no dia 28 de setembro, estava com material desgastado, segundo o laudo apresentado pelo Instituto de Criminalística. A Polícia Civil divulgou detalhes sobre o acidente na manhã desta quarta-feira (8). O caso ocorreu por volta das 18h na Uni Infantil Serviço de Educação, zona sul do Recife. A proprietária da escola, Diana Araújo Pereira, que responde em liberdade, foi indiciada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Leia mais:
Proprietária de creche do Ipsep é indiciada por homicídio culposo

O delegado Ademir Oliveira explicou que a empresa que instalou a porta também poderá ser indiciada pelo acidente, mas que a responsabilidade por zelar pela vida da criança cabe à escola e a quem contratou o serviço da porta. O pino inferior da porta era de metal resistente, mas o superior, que sustenta o movimento de abrir e fechar, era de alumínio e acabou se rompendo com os quase 50kg do vidro. "O que aconteceu foi que a escola negligenciou a segurança de seus alunos e funcionários", disse o delegado.

A escola ainda está funcionando, e foi informado à Polícia que todas as portas de vidro semelhantes a que caiu estão sendo substituídas por portas mais leves.

 

Veja também

Espanha detecta 59 casos de varíola do macaco e comprará vacinas através da UE
Saúde

Espanha detecta 59 casos de varíola do macaco e comprará vacinas através da UE

Em dia de chuvas fortes, dois homens andam de jet ski na avenida Recife
Inusitado

Em dia de chuvas fortes, dois homens andam de jet ski na avenida Recife