Porta-voz da Presidência diz que ajuda de Israel é 'valorosa'

A previsão é de que a aeronave pouse no aeroporto de Confins por volta de 22h deste domingo

General Rêgo Barros, porta-voz da PresidênciaGeneral Rêgo Barros, porta-voz da Presidência - Foto: Agência Verde Oliva

O porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, classificou como 'valorosa' a ajuda oferecida por Israel ao Brasil no trabalho de resgate das vítimas de Brumadinho (MG).

"Neste dia, o Brasil recebeu a valorosa ajuda do Governo de Israel para os trabalhos de resgate de pessoas e estabilização da área. São cerca de 150 homens e mulheres, além de equipamentos para reforçar a importante missão em Brumadinho", disse o porta-voz em pronunciamento feito no fim da tarde deste domingo (27), no hospital Albert Einstein, onde o presidente Jair Bolsonaro está internado para realização de uma cirurgia.

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, enviou ao Brasil um avião das Forças Armadas com 150 pessoas e equipamentos que serão usados para auxiliar as autoridades brasileiras na busca por sobreviventes do desastre que deixou centenas de desaparecidos e dezenas de mortos.

A previsão é de que a aeronave pouse no aeroporto de Confins por volta de 22h deste domingo.

"O presidente pediu para o destacar o imediato apoio do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Assim que ele realizou o telefonema ontem, logo após o retorno da região [afetada], quase que de imediato mostrando prontidão e aceitação da missão", disse.

Rêgo Barros disse que, mesmo internado, Bolsonaro segue acompanhando os desdobramentos do rompimento de uma barragem de rejeitos da Vale no município mineiro.

"No que toca a Brumadinho, a respeito do rompimento da barragem de Brumadinho, a Presidência da República informa que mantém ativado o comitê para acompanhamento das ações em apoio ao governo estadual e para o assessoramento ao presidente da República."

O porta-voz destacou ainda a atuação do governo de Minas Gerais e disse que ainda não há uma definição sobre o montante de ajuda financeira que o governo federal poderá oferecer ao estado.

"Eu prefiro não adiantar questões referentes a recursos porque não as tenho de pronto, mas sei que esse comitê está prestes a apresentar ao senhor presidente da República propostas nesse sentido", afirmou.

Veja também

Menina morre asfixiada na Itália ao participar de desafio no TikTok
"Desafio do apagão"

Menina morre asfixiada na Itália ao participar de desafio no TikTok

Indígenas venezuelanos refugiados farão universidade no PA
Educação

Indígenas venezuelanos refugiados farão universidade no PA