Protesto

Porteiros organizam protesto nesta segunda-feira (19) após morte de profissional em Boa Viagem

Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios vai se mobilizar a partir das 7h em frente ao edifício Edifício Monte Pascoal

Porteiro foi assassinado na última sexta-feira (16), em Boa Viagem Porteiro foi assassinado na última sexta-feira (16), em Boa Viagem  - Foto: Reprodução

A morte do porteiro José Washington de Santana, vítima de homicídio no exercício da profissão na última sexta-feira (16), em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, causou comoção na categoria. O Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios (Sieec) vai realizar um protesto nesta segunda-feira (19), a partir das 7h, em frente ao edifício Edifício Monte Pascoal, na rua Tenente João Cícero.

José Washington foi alvejado por um major da reserva dos oficiais médicos da Polícia Militar de Pernambuco. De acordo com o presidente do Sieec, Rinaldo Júnior, a mobilização desta segunda vai servir como uma homenagem ao trabalhador e marcará a luta da categoria. 

"A categoria toda está em choque e motivada para continuar na luta. Para mostrar que não somos invisíveis e pedir melhores condições de trabalho. A ideia do nosso ato vai ser fazer uma homenagem ao trabalhador que foi morto. Também vamos chamar atenção da sociedade. Os porteiros sofrem muitos casos de agressão verbais ou físicas e esse caso foi o ápice que resultou na morte", afirmou ele, que também é vereador do Recife. 

Segundo Rinaldo, o Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios (Sieec) vai entrar nesta segunda-feira (19) com uma ação contra o Edifício Monte Pascoal pedindo uma indenização para a família de José Washington.

As ações do sindicato não vão parar na indenização. Rinaldo Júnior (PSB) é autor da Lei Municipal Nº 19.041, de 2023. A legislação indica que todas as novas guaritas construídas no Recife sejam climatizadas, blidadas e tenham banheiros. O sindicato deve lutar para que a lei atinja as construções que já existiam antes dessa lei. 

"Amanhã (nesta segunda) vamos na Câmara Municipal para protocolar um aumento da abrangência da lei e, na terça-feira (19), vamos na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe) para tentar tornar a lei estadual", completou Rinaldo. 

Entenda o caso 

De acordo com o relato de pessoas próximas ao local no momento do crime, o médico aposentado agrediu a esposa, e vizinhos pediram para o porteiro ligar para a polícia. O militar desceu para a portaria e disparou contra o trabalhador, numa curta distância, com ao menos três tiros.

As testemunhas informaram que em determinado momento a mulher chegou a se esconder em outro apartamento, mas foi feita de refém junto com a filha. As duas foram liberadas por intermédio da ação do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

A Polícia Civil de Pernambuco informou que o autor dos disparos contra o porteiro tirou a própria vida e o caso foi registrado como homicídio consumado. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Folha de Pernambuco (@folhape)

 

Veja também

Netanyahu convoca gabinete de guerra israelense após ataque do Irã
gabinete de guerra

Netanyahu convoca gabinete de guerra israelense após ataque do Irã

Explosões no céu são registradas em várias partes de Israel e da Cisjordânia ocupada; veja vídeos
MUNDO

Explosões no céu são registradas em várias partes de Israel e da Cisjordânia ocupada; veja vídeos

Newsletter