Português procurado internacionalmente por crimes sexuais é preso no Recife

Tiago Filipe Rodrigues Santos vivia ilegalmente no Brasil há dois anos

O português Tiago Filipe Rodrigues Santos foi preso no RecifeO português Tiago Filipe Rodrigues Santos foi preso no Recife - Foto: Divulgação/PF

O português Tiago Filipe Rodrigues Santos, de 29 anos, foi preso no fim da noite do último sábado (10) no bairro de Santo Amaro, no Centro do Recife. O estrangeiro é condenado a seis anos e dois meses de prisão em Portugal por crimes sexuais cometidos contra mulheres.

No Brasil, Tiago foi autuado três vezes pela Lei Maria da Penha por agressões a mulheres pernambucanas e paraibanas. Ele estava há dois anos vivendo em situação irregular no país e já havia recebido notificações da Polícia Federal (PF) para voltar a Portugal. A ação, conjunta entre a PF e a Rádio Patrulha, aconteceu às 23h do sábado e foi divulgada na manhã desta segunda-feira (12).

Leia também:
Portuguesa e paranaense são presas em maior apreensão de haxixe dos últimos dez anos no Aeroporto
Francesa presta queixa por estupro em Tibau do Sul

Além dos crimes sexuais, Tiago confessou comandar um ponto de venda de drogas em Portugal e, após ser denunciado pela própria mãe, disse ter sido forçado a deixar seu país natal. Ao chegar ao Brasil, ele ainda se envolveu em brigas com guardas municipais da Paraíba e passou a viver em locais de comunidades distantes dos grandes centros do Recife e João Pessoa para evitar sua prisão e expulsão do país. No Recife, o português morava em locais como a comunidade do V8, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR), e o bairro dos Coelhos, na área central da cidade.

A prisão preventiva de Tiago e sua extradição foram decretadas no último dia 2 de março pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A troca de informações na operação conjunta entre as polícias federal e militar resultou na localização e consequente detenção do português. O major da Polícia Militar Alexandre Jorge detalha como o português foi localizado. "Estávamos fazendo levantamentos da Malhas da Lei junto com a Polícia Federal, onde havia várias trocas de informações. Então, o efetivo caiu em campo, com o apoio e colaboradores. No sábado, fizemos uma campana e, na hora da abordagem, foi constatada a situação desse português".

O estrangeiro foi preso e encaminhado para a sede da Polícia Federal e posteriormente conduzido à Delegacia de Imigração no Aeroporto do Recife, no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife. Segundo a PF, a prisão aconteceu sem transtornos e qualquer tipo de reação.

Tiago realizou exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e foi conduzido ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na RMR. Ele ficará à disposição do STF aguardando os procedimentos administrativos para sua extradição a Portugal. "Ainda não há data para ser extraditado, mas as tratativas entre os governos brasileiro e português costumam ser rápidas. Em dois ou três meses ele deve ser extraditado para ser julgado em Portugal", afirmou o chefe de comunicação social da Polícia Federal em Pernambuco, Giovani Santoro.

Veja também

Instituto Butantan diz se espantar com fala de Bolsonaro sobre não comprar 'vacina chinesa'
Coronavírus

Instituto Butantan diz se espantar com fala de Bolsonaro sobre não comprar 'vacina chinesa'

Marcos Pontes exalta vacinas brasileiras e minimiza polêmica sobre a CoronaVac
Coronavírus

Marcos Pontes exalta vacinas brasileiras e minimiza polêmica sobre a CoronaVac