Power Couple é cancelado e participantes do reality da Record ficam sem cachê

O Power Couple, que seria apresentado por Adriane Galisteu, provavelmente só terá nova temporada em 2021

Adriane GalisteuAdriane Galisteu - Foto: Reprodução/Divulgação

A TV Record cancelou a produção de dois realities: Power Couple e Canta Comigo Teen, ambos previstos para estrear em maio. O motivo da desistência da emissora é a pandemia do novo coronavírus, que inviabiliza a gravação das atrações.

O Power Couple, que seria apresentado por Adriane Galisteu, provavelmente só terá nova temporada em 2021. Por conta disso, segundo a coluna de Fefito, no UOL, os casais que já haviam assinado contrato para participar da atração não receberão cachê. Isso foi possível devido a uma cláusula contratual que dizia que, em caso de "mal maior", os acordos poderiam ser desfeitos sem multa ou necessidade de pagamento aos envolvidos.

Leia também:
'Netflix Party' possibilita ver séries com amigos a distância
Discos para movimentar os ouvidos e o coração


O acordo estabelecia que o pagamento, que variava entre R$ 20 mil e R$ 40 mil, deveria ser feito em três parcelas. Com o acontecimento da pandemia, que forçou diversas emissoras a reverem seus planos, nem mesmo a primeira parte do dinheiro foi entregue aos participantes. Dessa forma os contratos foram cancelados, o que liberou os artistas de qualquer exclusividade com a Record.

Ao menos metade do elenco do reality já estava definido. O ator Kadu Moliterno, os ex-BBBs Paula Amorim e Breno Simões, a repórter Adriana Bombom, as ex-A Fazenda Thayse Teixeira e Yasmin Burihan e Lipe Ribeiro, do De Férias com o Ex, estavam na lista de participantes. A ideia é fazer com que os mesmos nomes escolhidos para a atração este ano aceitem participar em 2021.

No caso do Canta Comigo Teen, não havia contrato com participante algum da atração. Procurada, a assessoria de imprensa da Record não se manifestou.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Vaticano julga cardeal por escândalo financeiro
Religião

Vaticano julga cardeal por escândalo financeiro

País regrediu 20 anos na educação com pandemia, diz secretário
Educação

País regrediu 20 anos na educação com pandemia, diz secretário