CRISE

Preço do gás natural europeu volta a bater recorde histórico

Rússia fornecia 40% das importações de gás europeu

Foto: Arquivo/AFP

O preço do gás natural voltou a bater um recorde histórico no mercado europeu, no momento em que Estados Unidos e União Europeia debatem sanções à energia russa pela invasão à Ucrânia.

O temor de problemas nas exportações procedentes da Rússia, que fornece 40% das importações de gás europeu, provocou a disparada do preço do gás de referência na Europa, o TTF holandês, que subiu mais de 60% e atingiu o novo recorde de 345 euros o megawatt-hora (MWh).

Pouco depois, às 9H05 GMT (6H05 de Brasília), o gás europeu era negociado a 280 euros.

Ao mesmo tempo, o barril de petróleo do tipo Brent do Mar do Norte se aproximou dos 140 dólares, o maior nível em quase 14 anos. 

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, afirmou que a Casa Branca e seus aliados estão em negociações para proibir as importações de petróleo e gás da Rússia devido à invasão da Ucrânia. 

A Rússia é um dos principais fornecedores de gás natural e um dos maiores produtores de petróleo do mundo.

Veja também

Número de casos de dengue grave mais do que dobra no País; saiba quais são os sinais de alarme
Dengue

Número de casos de dengue grave mais do que dobra no País; saiba quais são os sinais de alarme

Suspeito de destruir carro usado no assassinato de Marielle é preso
Marielle

Preso suspeito de destruir carro usado no assassinato de Marielle