Prédio em Goiana é alvo de polêmica

Edifício do século 19, sede municipal por 30 anos, seria destinado a centro cultural, mas a prefeitura alega que o quer de volta

Paço Municipal Heroínas de Tejucupapo teve recursos do BIDPaço Municipal Heroínas de Tejucupapo teve recursos do BID - Foto: Divulgação

 

Palco de lutas históricas desde a colonização, o município de Goiana (Zona da Mata Norte, a 60 km do Recife) promete protagonizar nesta segunda-feira (4) mais uma batalha, desta vez no campo político-administrativo. Com o fim da restauração do Paço Municipal Heroínas de Tejucupapo, o prefeito Osvaldo Rabelo Filho (PMDB) promete ocupar o edifício com a estrutura da atual gestão, a partir das 10h.

O ato é polêmico, porque vai de encontro a um convênio firmado entre o ex-prefeito Fred Gadelha (PTB) e a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, por meio do qual foram obtidos recursos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) visando transformar o prédio na âncora do chamado Plano de Turismo do Centro Histórico de Goiana.

Localizado na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca (Rua Direita), o Paço Municipal Heroínas de Tejucupapo é considerado um dos exemplares arquitetônicos marcantes na cidade. De características ecléticas, a edificação foi erguida em meados do século 19 e teve como uso inicial a Casa de Câmara e Cadeia. Atualmente se encontra na Zona Especial de Preservação Cultural, estabelecida no Plano Diretor do município. Em 1984, recebeu a denominação Paço Municipal das Heroínas de Tejucupapo - em referência à luta travada entre as mulheres locais e os invasores holandeses, em 24 de abril de 1646 - tornando-se sede do Executivo municipal até 2014, quando o prédio se encontrava bastante deteriorado.

Em nome do município, o procurador-geral de Goiana, Alcides França, afirma que o Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), do Ministério do Turismo, e o Governo do Estado querem se apropriar do edifício.

O secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, disse que o Governo não vai entrar em confronto, mas que, por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE) tomará as medidas cabíveis.

 

Veja também

Saber lidar com as emoções nos momentos de pressão ajuda a manter bom rendimento
Vida Plena

Saber lidar com as emoções nos momentos de pressão ajuda a manter bom rendimento

Detenção do opositor russo Navalny preocupa europeus e EUA
PRISÃO

Detenção do opositor russo Navalny preocupa europeus e EUA