Prédio histórico será preservado em Petrolina

Palácio Episcopal da Diocese no Sertão tem pedido de tombamento autorizado pelo Estado

Edifício de 1929 corria o risco de se tornar shopping popularEdifício de 1929 corria o risco de se tornar shopping popular - Foto: Cnbbne2/cortesia

A Secretaria de Cultura de Pernambuco deferiu a abertura do processo de tombamento do Palácio Episcopal da Diocese de Petrolina, no Sertão do São Francisco. O prédio, um dos cartões-postais do município, localizado na praça Dom Malan, 99, na área central, foi construído em terreno doado à diocese da cidade e inaugurado em 1929 para funcionar como residência dos membros do clero. A ação garante à edificação as mesmas prerrogativas de preservação de um bem já tombado até a efetiva inscrição da resolução de tombamento.

Com o despacho favorável à tramitação do processo, o pedido, feito pela diocese por meio do bispo emérito Paulo Cardoso da Silva, segue para análise da Gerência de Preservação do Patrimônio Cultural da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), que realizará estudos e visitas técnicas. Em seguida, o processo é enviado ao Conselho de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC), órgão responsável pelo tombamento de edificações no âmbito estadual. De acordo com a Fundarpe, a iniciativa decorre em razão do valor histórico e arquitetônico do edifício.

Outro fim
A autorização do processo de tombamento frustra a destinação do prédio para a implantação de um shopping popular em suas dependências, combatida veementemente por dom Paulo Cardoso. “Tenho várias razões (contra a construção). A primeira delas é pelo que o Palácio representa para a história cultural, arquitetônica e religiosa de Petrolina”, disse dom Paulo Cardoso, em nota oficial divulgada pela diocese. “É como se fosse uma continuidade da catedral. Dom Malan fez essa obra majestosa que é a catedral e, em seguida, construiu o Palácio Diocesano. Outra razão, é que todo o entorno deve ser respeitado”, justificou.

“A proposta de construção de um shopping popular no local prejudicaria e degradaria o entorno do Palácio”, afirmou o deputado estadual Lucas Ramos (PSB), que tratou do assunto diretamente com o secretário estadual, Marcelino Granja, que deferiu o pedido em menos de uma semana.

Veja também

Presidente do Butantan diz que pandemia em 2021 pode ser pior do que em 2020
Declaração

Presidente do Butantan diz que pandemia em 2021 pode ser pior do que em 2020

Fiocruz diz que só deve entregar primeiras doses da vacina em março
Vacina

Fiocruz diz que só deve entregar primeiras doses da vacina em março