Recife

Prefeitura do Recife realiza mutirões contra arboviroses neste final de semana

Além do combate ao mosquito Aedes aegypti, Vigilância Ambiental fornecerá vacinação antirrábica animal

Vacinações de cães e gatosVacinações de cães e gatos - Foto: Daniel Tavares/PCR

O mutirão contra o mosquito Aedes aegypti chega, neste fim de semana, nos bairros de San Martin e Iputinga, na Zona Oeste do Recife. Ao longo do sábado (16) e domingo (17), de 8h às 13h, agentes de saúde ambiental e controle de endemias (asaces) da Secretaria de Saúde da Prefeitura do Recife farão inspeção em mais de dois mil imóveis. Além desta ação, os bairros de São José, Peixinhos e Cajueiro Seco, receberão profissionais da Vigilância Ambiental para a realização de vacinação antirrábica animal.
 
Os profissionais da Vigilância Ambiental contarão com a parceria de promotores da campanha ‘Bora Se Cuidar', para informar a população sobre como prevenir contra as arboviroses, e também outras doenças. Neste dois dias, os asaces visitarão 500 imóveis em San Martin e outros 500 no bairro da Iputinga. Serão feitas a eliminação manual dos focos e  a aplicação de larvicida biológico nos armazenamentos d'água. 
 
“Os mutirões têm ocorrido desde março, ocorrem durante a semana e nos finais de semana. Nos finais de semana nós temos um contingente de mais ou menos 60 profissionais envolvidos nos mutirões. Pretendemos continuar com os mutirões até que os casos de fato diminuam. Hoje a gente ainda tem uma situação bem delicada, já diminuiu muito os casos, principalmente chikungunya, está declinando. Mas a gente ainda tem que ter muito cuidado.”, comenta a gerente de Vigilância Ambiental do Recife, Vânia Nunes. 
 
Áreas com maior índice de infestação e risco de adoecimento
 
Além de domicílio, os agentes de endemias irão visitar 16 pontos estratégicos, como borracharias e ferros-velhos que possuem possibilidade de criadouros dentro das comunidades. A intenção ainda é fazer a verificação em três cemitérios: do Barro, da Várzea, e no Parque das Flores em Tejipió.
 
“Nós levamos um mutirão para todas as áreas. Ocorre que nós elegemos as áreas prioritárias e nessas áreas mais prioritárias de acordo com levantamento que realizamos na cidade inteira a cada dois meses, têm sido as áreas da Zona Norte. Então, neste final de semana iremos fazer na Zona Oeste.”, complementa a gerente.
 
 


Vacinação Antirrábica
 
A Secretária de Saúde do Recife realizará neste sábado (16), das 8h às 13h, a vacinação antirrábica animal no Conjunto Habitacional Triângulo do Fernandinho e no Conjunto Habitacional Travessa do Gusmão, localizados no bairro de São José. Os dois pontos de vacinação promovem a intenção para que a população possa levar seus cães e gatos a um dos postos, para serem vacinados contra a raiva. 
 
A atividade seguirá até o domingo (17), no mesmo horário. Os portadores dos animais podem se dirigir ao Residencial Saramandaia, no bairro de Peixinhos, e também para o Polo Jovem Cap da Academia da Cidade, em Cajueiro. 
 
Segundo Vânia Nunes, gerente de Vigilância Ambiental do Recife, a vacinação que iniciou no dia (9) deste mês, situada no bairro do Pina, visa seguir durante a semana e aos finais de semana até o dia (9) de dezembro. “Estamos nos aproximando do período de vacinação. No ano passado houve um período de vacinação antirrábica muito pequena por conta da Covid-19. Para este ano, estamos fazendo uma campanha mista, vamos ter postos nos finais de semana e durante a semana além do grande chamado em novembro, para quem não conseguiu vacinar seu pet no momento de pré-campanha e possa se vacinar no Dia D”. 

“Estamos chegando na comunidade solicitando que os moradores tragam para o postinho seus animais, quantos tiverem e puderem. Nesse momento de pré-campanha fica mais fácil que os proprietários levem seus animais para a vacinação.” ressalta. 

Veja também

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021Revista Digital FMOTORS

Revista Digital FMOTORS | Edição Dezembro 2021

Desenvolvedor do Pegasus investiga relatos de espionagem com a ferramentaAtaque Hacker

Desenvolvedor do Pegasus investiga relatos de espionagem com a ferramenta