Premiê do Reino Unido é internado com sintomas persistentes de Covid-19

Boris Johnson continua com febre e outros sintomas da doença e a ida ao hospital é uma "medida de precaução" sugerida por seus médicos

Boris Johnson, premiê do Reino UnidoBoris Johnson, premiê do Reino Unido - Foto: AFP

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, foi internado em um hospital para exames, segundo a assessoria do governo, dez dias depois que um teste confirmou contágio por coronavírus.

Boris continua com febre e "sintomas persistentes" de Covid-19 (doença provocada pelo vírus), e a ida ao hospital é uma "medida de precaução" sugerida por seus médicos.

Leia também:
Rainha Elizabeth compara isolamento à separação de famílias na 2ª Guerra
Médico, premiê da Irlanda vai trabalhar no combate ao coronavírus


O primeiro-ministro continua à frente do governo. Segundo a assessoria, ele pediu aos britânicos que mantenham o isolamento e agradeceu os cuidados do sistema público de saúde.

Boris, 55, foi o primeiro chefe de governo de um dos principais países do mundo a contrair o coronavírus.

Segundo a agência de notícias Reuters, a noiva de Boris, Carrie Symonds, 32, que está grávida, disse neste sábado que passou a semana passada na cama com sintomas da Covid-19, mas que se sente melhor após sete dias de descanso.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

EUA não pretende decretar novos confinamentos, afirma Anthony Fauci
Pandemia

EUA não pretende decretar novos confinamentos, afirma Anthony Fauci

Mais 2,1 milhões de doses da vacina da Pfizer chegam ao Brasil
Covid-19

Mais 2,1 milhões de doses da vacina da Pfizer chegam ao Brasil