Premiê japonês suspende estado de emergência em todo país

Até domingo (24), o Japão registrou 16.581 casos de coronavírus, com 31 novas infecções nas últimas 24 horas, além de 830 óbitos

Primeiro-ministro do Japão, Shinzo AbePrimeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe - Foto: CHARLY TRIBALLEAU / AFP

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, suspendeu nesta segunda-feira (25) o estado de emergência imposto no país para combater a pandemia de coronavírus, após uma queda acentuada no número de novos casos.

"Temos critérios muito rígidos para suspender o estado de emergência. Julgamos que cumprimos esse critério. Hoje, elevaremos o estado de emergência em todo país", declarou Abe em entrevista coletiva na televisão.

Leia também:
Brasil regista 653 novas mortes por coronavírus nas últimas 24h
Jogos de Tóquio: dirigente do COI cita Brasil ao cogitar cancelamento

Abe declarou estado de emergência em 7 de abril em Tóquio e em outras seis regiões, antes de expandir a medida para todo território em um contexto de forte aceleração no número de novos casos diários de Covid-19 desde o final de março.

Inicialmente agendada para 6 de maio, a medida foi prorrogada até 31 deste mês. Em 14 de maio, a diminuição de novos casos levou o governo a suspendê-la antecipadamente em 39 das 47 regiões administrativas do arquipélago e, na quinta-feira, em Kyoto e Osaka. Até domingo (24), o Japão registrou 16.581 casos de coronavírus, com 31 novas infecções nas últimas 24 horas, além de 830 óbitos.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Assassinatos de albinos cresceram na pandemia, afirma especialista da ONU
Mundo

Assassinatos de albinos cresceram na pandemia, afirma especialista da ONU

Itapissuma amplia vacinação para pessoas sem comorbidade a partir dos 27 anos
Covid-19

Itapissuma amplia vacinação para pessoas sem comorbidade a partir dos 27 anos