Premier League ainda não recebeu aval do governo para ser retomada

Autoridades britânicas não selaram o destino do futebol no país; reunião na próxima segunda-feira (11) pode definir últimos detalhes

Mane, atacante do LiverpoolMane, atacante do Liverpool - Foto: Paul Ellis/AFP

Oliver Dowden, secretário do Estado britânico da Cultura, dos Meios de Comunicação e do Esporte, lembrou nesta sexta-feira (8) que o governo britânico ainda não deu seu aval para a retomada do futebol na Inglaterra, embora defenda a volta do esporte.

"Eles não receberão a luz verde", declarou à BBC o ministro.

Leia também:

Jogadores da Premier League lançam iniciativa para Covid-19

Premier League anuncia ajuda financeira a clubes pequenos e ao sistema público de saúde 

"Se podemos elaborar um plano que possa funcionar, eu gostaria que fossemos adiante, já que penso que seria bom para a nação e para o futebol como um todo", continuou Dowden.

"Espero realmente que possamos fazer isso, mas a segurança pública deve ser sempre prioritária, então só poderemos iniciar um processo de retomada se tivermos certeza que podemos controlar (a epidemia)", completou.

Os representantes dos clubes da Premier League devem se reunir na próxima segunda-feira (11) para debater as últimas medidas do "Project Restart", que estuda maneiras de retomar o futebol na Inglaterra.

Desde o início das medidas de confinamento, impostas em março na Europa, a Bundesliga alemã foi a única grande liga de futebol do continente a anunciar a retomada de seu campeonato, que voltará a ser disputado no fim de semana de 16 a 18 de maio. 

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista
RMR

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro
Imunização

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro