Coronavírus

Presidente da Funai está com Covid-19

Isolado em casa, Marcelo Xavier está tomando hidroxicloroquina; resultado do teste saiu nesta quarta (8)

Marcelo Augusto Xavier da Silva, presidente da FunaiMarcelo Augusto Xavier da Silva, presidente da Funai - Foto: Reprodução/Funai

O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier, está com Covid-19. O resultado positivo do teste saiu nesta quarta (8), segundo nota da fundação para os servidores.

Cumprindo isolamento em casa, Xavier está tomando a combinação de hidroxicloroquina e azitromicina conforme orientação médica, diz a nota. Seu estado de saúde é bom.

Servidores e funcionários do gabinete da presidência do órgão foram colocados em quarentena e estão trabalhando remotamente. Segundo nota, a Fundação já mantinha 65% de seu quadro funcional em home office.

 



No comunicado, a Funai "recomenda a todos que tiveram contato com o presidente nos últimos dias que monitorem o seu estado de saúde e comuniquem imediamente à presidência o surgimento de eventuais sintomas".

Marcelo Xavier é presidente da Funai desde julho de 2019. Delegado da Polícia Federal, ele foi indicado ao cargo por membros da bancada ruralista no Congresso e é alinhado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Já sob sua direção, em janeiro de 2020, o regimento interno da Funai foi alterado para que fosse possível nomear alguém de fora da fundação para a Coordenação Geral de Índios Isolados e de Recente Contato. A medida, criticada por servidores e ex-servidores à época, poderia comprometer o princípio do "não contato" que guia a política indigenista brasileira desde 1987.

Em 2017, quando era ouvidor do órgão, Xavier afirmou em uma reunião gravada entre diretores e servidores da Funai que ONGs são "canalhas", que a fundação fazia mal para os indígenas e que os servidores do órgão tinham "comprometimento ideológico".

Na mesma reunião, ele sugeriu "expropriar" bens de servidores e ONGs.

Veja também

Brasil abre 21 mil leitos de UTI durante pandemia, mas oferta ainda é desigual
Coronavírus

Brasil abre 21 mil leitos de UTI durante pandemia, mas oferta ainda é desigual

Municípios têm queda orçamentária e falta de dinheiro para a volta às aulas
Educação

Municípios têm queda orçamentária e falta de dinheiro para a volta às aulas