MUNDO

Presidente ucraniano diz aos EUA precisar de munição e não de carona

Presidente ucraniano, Volodymyr ZelenskyPresidente ucraniano, Volodymyr Zelensky - Foto: Thibault Camus / POOL / AFP

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, recusou neste sábado (26) uma oferta dos Estados Unidos de retirada da capital Kiev. A declaração foi feita pela embaixada da Ucrânia no Reino Unido, por meio do Twitter. 

De acordo com a embaixada, Zelensky disse aos americanos que é preciso de reforço das munições. “A luta está aqui. Preciso de munição, não de carona. Os ucranianos estão orgulhosos de seu presidente”. 

Ainda no Twitter, por meio de um vídeo, o presidente ucraniano disse que as armas seguem de pé no combate contra as forças militares russas. 

Volodymyr disse na última quinta-feira que “de acordo com nossas informações, o inimigo me marcou como alvo número 1, e minha família – como alvo número 2. Eles querem destruir a Ucrânia politicamente destruindo o chefe de Estado. Temos informações de que grupos de sabotagem inimigos entraram em Kiev”, declarou. 

Veja também

Evangélicos entendem mudanças climáticas como resultado da ação humana
LEVANTAMENTO

Evangélicos entendem mudanças climáticas como resultado da ação humana

Mercado Público de Porto Alegre reabre com 53 lojas
rio grande do sul

Mercado Público de Porto Alegre reabre com 53 lojas

Newsletter