Preso casal que teria matado esposa de vereador eleito de Tabira

Crime teria sido encomendado por uma fisioterapeuta

TJPETJPE - Foto: Arquivo Folha

A Polícia Civil efetuou a prisão de um homem e uma mulher que teriam matado a esposa de um vereador eleito de Tabira, no Sertão de Pernambuco. Érica da Silva Souza Leite, de 30 anos, era casada com o sargento reformado da Polícia Militar de Pernambuco Marcílio Fernandes Valadares Vieira, que também é dentista.

Ela foi morta na manhã da última terça-feira (1º), por volta das 10h, na zona urbana de Tabira. Ela foi atingida por um golpe de faca no pescoço, na calçada da casa onde morava, quando voltava da academia. Após o crime, a polícia realizou buscas na área, por meio do 23º BPM, Malhas da Lei, Ciosac, Polícia Civil e Guara Municipal.

O acusado foi encontrado na divids das cidades de Tabira e Solidão. Também foi localizada a faca utilizada no crime ainda com vestígios de sangue. Em depoimento, José Tenório, conhecido como Zé Galego, de 58 anos, confessou o crime e revelou que ganhou R$ 1 mil.

Ele também apontou a fisioterapeuta Maria Silvaneide da Silva Patrício, conhecida como Paquita, de 44 anos, como mandante do crime. Paquita é ex-mulher do vereador eleito. Eles teriam se separado em 2006.

Paquita e Zé Galego foram autuados em flagrante por homicídio duplamente qualificado - por motivo torpe e traição. Os presos serão levados ainda nesta quarta-feira (2) para audiência de custódia, no plantão judiciário de Afogados da Ingazeira. O inquérito policial será concluído, no prazo de 10 dias, pelo delegado Thiago Souza, titular de Tabira.

Veja também

Cientistas advertem que particulas do coronavírus no ar podem ser infecciosas
Alerta

Cientistas advertem que particulas do coronavírus no ar podem ser infecciosas

Ministério Público da Bolívia pede prisão de Evo por terrorismo

Ministério Público da Bolívia pede prisão de Evo por terrorismo