Preso suspeito de comandar tráfico no Agreste e cometer mais de dez homicídios

Antônio Rogério Fernandes, de 30 anos, conhecido como Tonho de São Caetano, também é suspeito de diversos roubos, corrupção de menores, incêndio, ameaça e tortura

Titular da Delegacia de Altinho, Fernando EliasTitular da Delegacia de Altinho, Fernando Elias - Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu um homem suspeito de comandar o tráfico de drogas em Altinho, no Agreste de Pernambuco, e de cometer mais de dez homicídios qualificados. Antônio Rogério Fernandes, de 30 anos, conhecido como Tonho de São Caetano, também é suspeito de diversos roubos, corrupção de menores, incêndio, ameaça e tortura. Ele era procurado desde fevereiro deste ano e foi preso no último sábado (15) em Caruaru, também no Agreste.

Leia também:
Suspeito de liderar organização criminosa no Litoral Sul é preso
Polícia divulga retrato falado de suspeito de estupro e assaltos em Olinda


"Ele era um dos indivíduos mais perigosos aqui da região porque era investigado por cerca de dez homicídios, tráfico, associação para o tráfico, associação criminosa e vários roubos. Ele não só executava, mas também era o mandante de vários crimes. Essa prisão foi muito importante e deve trazer benefícios para a sociedade, visto que tiramos esse indivíduo de circulação", disse o titular da Delegacia de Altinho, Fernando Elias.

Ainda segundo a polícia, o suspeito apresenta personalidade fria e violenta e era temido pelos próprios comparsas. Antônio passou um período escondido em Caruaru, onde continuou traficando e também é suspeito de cometer pelo menos mais três homicídios. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Caruaru, onde aguarda transferência para o presídio.

Veja também

Na maior favela de palafitas do Brasil, a Covid é mais uma mazela
Santos

Na maior favela de palafitas do Brasil, a Covid é mais uma mazela

Covid-19: Rio vacina profissionais da limpeza urbana esta semana
Coronavírus

Covid-19: Rio vacina profissionais da limpeza urbana esta semana