PRF apreende revólver e 49 comprimidos de droga sintética na BR-423

A dupla foi flagrada e detida na manhã deste sábado (24) pela Polícia Rodoviária Federal

No interior do caminhão, foram encontrados um revólver calibre. 38 com cinco munições e 49 comprimidos de rebiteNo interior do caminhão, foram encontrados um revólver calibre. 38 com cinco munições e 49 comprimidos de rebite - Foto: Divulgação/PRF

Dois homens, de 35 e 23 anos, foram detidos na BR-423, em Garanhuns, no Agreste dE Pernambuco, após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordar o caminhão em que eles estavam por causa de um defeito no sistema de iluminação. Durante o flagrante, uma arma municiada e 49 comprimidos de rebite, uma droga sintética que atua no sistema nervoso, foram apreendidos.

O flagrante aconteceu no quilômetro 92 da rodovia, quando um defeito no sistema de iluminação de caminhão chamou a atenção dos policiais. Ao consultar os ocupantes do veículo, foi descoberto um mandado de prisão para o motorista, por associação criminosa. O documento tinha data de julho deste ano e havia sido expedido pelo Tribunal de Justiça de Alagoas.

Leia também:
Encontrado morto menino que estava desaparecido em Garanhuns
PRF apreende caminhão adulterado na BR-104, em Caruaru
PRF determina suspensão e recolhimento de radares móveis


O revólver, de calibre .38, estava com cinco munições em posse do passageiro, além dos 49 comprimidos. O chamado “rebite” ou “bolinha” é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e é utilizado para aumentar o tempo de direção do motorista, mantendo-o mais acordado.

Os homens foram detidos e encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Garanhuns. O passageiro assumiu o transporte dos ilícitos e deverá responder por portes ilegal de arma de fogo e de droga.

Veja também

Afinal, quem tem asma faz parte do grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19? Entenda
Covid-19

Afinal, quem tem asma faz parte do grupo prioritário de vacinação? Entenda

Lei que determina afastamento de gestante na pandemia é sancionada
Trabalho

Lei que determina afastamento de gestante na pandemia é sancionada