Primeiro dia útil do TI Caxangá tem ajustes e reclamações de usuários

Usuários se queixam da demora da saída da linha que vai para Conde da Boa Vista e também da falta de informações precisas

TI Caxangá começa a operar com reclamação dos usuários TI Caxangá começa a operar com reclamação dos usuários  - Foto: Arthur Mota /Folha de Pernambuco

O primeiro dia útil de operação do novo Terminal Integrado (TI) da III Perimetral, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, começa com ajustes nesta segunda-feira (29). Usuários reclamam da demora na saída do ônibus que faz a linha sentido Conde da Boa Vista, no Centro do Recife. A falta de informações também motivou queixas. Batizado de terminal Vereador Zezito de Magalhães Melo e com nome operacional TI Caxangá (III Perimetral), equipamento foi entregue a população no último sábado.

O Grande Recife Consórcio (GRC) fez alteração na linha Sítio das Palmeiras/Avenida do Forte, na primeiras horas para atender pedidos dos usuários. Ela passa a circular no trecho próximo do TI. De acordo com o diretor de operações do Grande Recife Consórcio, André Melibeu os passageiros a princípio tiveram um ganho com a operação do novo terminal. “As linhas estavam parando na calçada da avenida Caxangá. Agora os usuários tem mais segurança e conforto. Muito melhor do que era antes”, contou.

Leia também:
Terminal da III Perimetral começa a operar no sábado

Ele explicou ainda sobre outras mudanças do itinerário das linhas alimentadoras, três especificamente, no entanto detalhou sobre a de maior impacto. “A linha que teve o maior impacto foi a Monsenhor Fabrício. Ela circulava em um trecho na avenida Caxangá, que não circula mais, porque está previsto no projeto que na avenida só vai trafegar veículos BRTs parando a esquerda e não mais a direta”, detalhou Melibeu, reconhecendo que essas mudanças trouxe insatisfação dos usuários e antecipando possíveis mudanças. “Estamos tendo algumas reclamações. Mas podemos fazer ajustes para que o itinerário possa estar o mais próximo do usuário”, adiantou.

O diretor ressaltou que o objetivo maior é fazer com que o passageiro se desloca para diversos destinos pagando uma única passagem. “O passageiro ganha deslocamento com anel A para onde ele quiser, e pagando uma única passagem. É o 25º terminal integrado que está sendo entregue a população com esse objeto”, celebra Melibeu .

A promotora de vendas, Carolina Estela, de 27 anos, foi uma dos usuários do TI Caxangá a se queixar. Ela mora nos Torrões, Zona Oeste do Recife e trabalha no bairro da Imbiribeira, Zona Sul. Antes pegava apenas dois ônibus para chegar ao destino. “É uma palhaçada. Desço no TI e fico esperando o ônibus que vai para Boa Vista encher. Tenho que descer no Derby para pegar outro ônibus”, reclamou ela dizendo que os orientadores que estão trabalhando no TI não sabem explicar como se deslocar de forma mais simples. “Preciso de informações seguras. Estamos jogando”.

O diretor de operações do Grande Recife, André Melebeu, explicou que o passageiro também tem a opção de sair do TI da Caxangá e pegar o BRT na estação Getúlio Vargas, sem precisar pagar outra passagem. “O usuário que além da Linha Conde da Boa Vista, pode pegar o BRT sem pagar nada, fora do terminal, a integração temporal que tem duração de até duas horas.

 

Veja também

Cientistas advertem que particulas do coronavírus no ar podem ser infecciosas
Alerta

Cientistas advertem que particulas do coronavírus no ar podem ser infecciosas

Ministério Público da Bolívia pede prisão de Evo por terrorismo

Ministério Público da Bolívia pede prisão de Evo por terrorismo